Prefeitura quer levar água tratada a comunidades rurais - Jornal Fato
Saúde

Prefeitura quer levar água tratada a comunidades rurais

Município planeja investir R$ 2,4 milhões na construção de 25 quilômetros de redes de distribuição


- PMCI

A prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim planeja investir R$ 2,4 milhões em obras de extensão de redes de distribuição de água tratada para abastecer comunidades rurais. 

O objetivo é atender moradores das localidades de Retiro (perto de Tijuca), Safra, Timbó, Quilômetro Nove, Monte Líbano e do distrito de Gironda.

Para poder fazer esse investimento, que consiste na construção de 25 quilômetros de redes de água, a administração municipal encaminhou dois projetos de lei à Câmara dos Vereadores.

O intuito é obter autorização para inserir a ação no Plano Plurianual do município e para transferir à concessionária local dos serviços de saneamento os recursos necessários à execução das obras, que não podem ser feitas a partir do contrato de concessão vigente, por se tratarem de áreas fora do perímetro urbano.

Para fazer esse repasse, a prefeitura optou pela subvenção de investimentos, modalidade que desonera o valor orçado pelo prestador de serviços, devido à não incidência de tributos sobre os custos das obras.

Com isso, os custos orçados para a construção das redes de água foram reduzidos em cerca de R$ 2 milhões, de acordo com estudos da Agersa, agência municipal que regula os serviços de saneamento.

Benefícios

Hoje, as localidades escolhidas para receberem as redes de água tratada são abastecidas por meio de carros-pipa ou utilizam os mananciais locais. 

Além de levar um serviço fundamental às comunidades, com consequente melhoria da qualidade de vida e das condições de saúde dos moradores, o investimento planejado pelo município vai garantir diversos benefícios econômicos e sociais para as áreas atendidas.

"O objetivo principal desses investimentos é garantir a qualidade de vida dos moradores dessas comunidades, que têm grande potencial, mas são prejudicadas devido à limitação no fornecimento de água. Estamos atendendo uma demanda antiga dessas localidades que, com certeza, vão passar a atrair novos investimentos e negócios", afirmou o prefeito Victor Coelho.

Comentários

VEJA TAMBÉM...