Insegurança política - Jornal Fato
Artigos

Insegurança política

. Repetindo o já dito em relação a Presidente Kennedy, não há gestão que resista a tanta esculhambação


A perseverança é mais eficaz do que a violência, e muitas coisas que, quando reunidas, são invencíveis, cedem a quem as enfrenta um pouco de cada vez.

Plutarco

A insegurança política em Itapemirim acaba de atingir um novo nível com o afastamento pela Câmara e a recondução do prefeito interino Thiago Peçanha Lopes ao cargo que exerce desde abril de 2017, quando o titular foi afastado.

Itapemirim é mais um município a não escapar da maldição dos royalties do petróleo, que faz da Prefeitura uma das mais ricas do Estado, mas também um poço de intrigas e denúncias de corrupção.  Repetindo o já dito em relação a Presidente Kennedy, não há gestão que resista a tanta esculhambação.

A Câmara Municipal foi desautorizada, entre outras coisas, por permitir que o presidente da Casa, que tinha interesse direto no afastamento, votasse e decidisse a questão em desfavor do interino, a quem substituiria. Por mais que a decisão seja política, assim já é demais.

Ninguém sabe muito bem quais são as acusações que pesam contra o prefeito interino. Elas sequer são citadas no documento - agora anulado - que o afastou para não atrapalhar as investigações.

A manobra da Câmara uniu vereadores do campo de oposição que se digladiavam até recentemente. E quando viu a corda apertar no pescoço, o interino fez acenos claros ao titular afastado, com que não se dava há muito tempo, como se a apontar armação política de um terceiro, que manipularia a Câmara, contra os dois.

Assim, ontem, o prefeito que fechou a prefeitura para não receber a ordem de afastamento feito de maneira atropelada pela Câmara, voltou à interinidade no poder público, respaldado por decisão da Justiça que, há dois anos, afastou o titular, mas até hoje não o julgou.

Confuso, mas é assim.

 

COMENDADORA. Eliza Thomaz de Oliveira, filha do José Irineu de Oliveira, recebeu hoje a Comenda Batistitinha, da Câmara de Vereadores, por indicação do Diogo Lube. Advogada trabalhista desde 2009, é sócia do escritório José Irineu Advogados, coordenadora do Coletivo Jurídico da CUT/ES e diretora da Associação Espírito-santense de Advogados Trabalhistas e recém-empossada primeira presidente do Conselho Municipal de Direitos Humanos.

DESTAQUE. O encontro de dois grandes e talentosos comunicadores da imprensa capixaba. O radialista César Nemer, dono da rádio Cultura FM, e a jornalista Regina Monteiro. Em evento do Sicoob.

 

Sobe

BRK Ambiental

Cachoeiro tem, certamente, muita coisa a melhorar em áreas diversas, mas se lidera em algo, atualmente, é no saneamento básico em que está anos luz à frente do restante do país. Segundo dados do IBGE, no país, um terço dos domicílios (37%) não estava ligado a rede de esgoto no ano passado. Em Cachoeiro, mãos de 98% do esgoto é coletado e tratado.

 

Desce

Sem licença

Mortes trágicas, em acidentes aéreos com naves de pequeno porte, como o que vitimou o canto Gabriel Diniz (do hit "O nome dela é Jenifer") e mais duas pessoas ontem, são seguidos de revelações sobre as irregularidades com as aeronaves. A que o transportava, não tinha autorização para levar passageiros. O mesmo caso com o helicóptero, que fazia irregularmente serviço de táxi-aéreo, com o jornalista Ricardo Boechat.

 

Mas, hein?!

A Prefeitura de Cachoeiro faz R$ 220 milhões em compras por ano. A maior parte desses recursos vai para outras praças. Só cerca de 5% fica em Cachoeiro.

 

Casas em Marataízes

Com dinheiro em caixa, após acordo com a Petrobras sobre a participação especial sobre a extração de petróleo, o prefeito de Marataízes, Tininho Batista (PDT) pretende utilizar parte do recurso para financiar programa habitacional no município. O objetivo é reformar a casa de quem já tem. Construir em terrenos dos que não conseguem e, também, entregar imóvel pronto quem não tem nada disso. O objetivo, ousado é acabar com o déficit habitacional.

 

Vias de FATO

Ante os percalços enfrentados por quem empreende em Cachoeiro, o secretário municipal de Desenvolvimento Urbano, Jonei Petri é sincero: "eu não ousaria". 

Ele se dedica em parceria com as secretarias de Desenvolvimento Econômico, Meio Ambiente e Fazenda a facilitar a vida dos empreendedores. 

A vereadora Renata Fiório (PSD), definitivamente, foge do lugar comum na sua forma de fazer política. Por vezes combativa, noutras arrojada, mas sempre propositiva. 

Depois de muita polêmica vazia, o Hospital Materno Infantil Francisco de Assis (Hifa) finalmente encontra mais tranquilidade para atendimento a gestantes. 

O ex-governador Paulo Hartung garante que o ciclo político no Espírito Santo é página virada. Se dedica agora à pauta nacional.


Wagner Santos Diretor e editor Jornalista

Comments

SEE ALSO ...