Câmara se mobiliza por Casa Abrigo para mulheres vítimas de violência - Jornal Fato
Geral

Câmara se mobiliza por Casa Abrigo para mulheres vítimas de violência

O presidente da Câmara de Cachoeiro, Alexon Soares Cipriano, recebeu na tarde de sexta-feira (17) assessores da deputada Federal Norma Ayub


- Divulgação/CMCI

O presidente da Câmara de Cachoeiro, Alexon Soares Cipriano, recebeu na tarde de sexta-feira (17) Ricardo Cordeiro e Luizinho Tereré, assessores da deputada Federal Norma Ayub. Na pauta, o apoio da deputada para a implantação da Casa Abrigo para mulheres vítimas de violência doméstica.

 

"Até onde sabemos, esta é uma competência do Governo do Estado. Mas não podemos continuar impassíveis assistindo ao assassinato de mulheres todos os dias. Estamos conscientes do alto custo para mantermos um equipamento público como este e por isto todas as parcerias são importantes para atendermos essa demanda da sociedade, mas também a um pedido da União Cachoeirense de Mulheres. Se somarmos esforços, todos ganham", afirma Alexon.

 

Ricardo Cordeiro informou que Norma Ayub, que foi responsável pela implantação da primeira Casa Abrigo do Espírito Santo em Cachoeiro, hoje desativada, se colocou à disposição porque o feminicídio é um tema que a preocupa e o seu combate está entre as prioridades do seu mandato.

 

Alexon Cipriano, que se reuniu com representantes da União Cachoeirense de Mulheres(UCM) esta semana para informar sobre as alternativas que têm sido buscadas a pedido da própria UCM, enfatiza a preocupação com o aumento do número de feminicídios.

 

" Sabemos que esta é uma preocupação também do Prefeito Victor Coelho e já estamos marcando agendas com o Governo do Estado e com a Prefeitura para que juntos encontremos uma solução que seja viável para todos, e que garanta a vida das mulheres vítimas de violência".

 

Ricardo Cordeiro e Luizinho Tereré informaram também sobre a liberação de emendas da deputada Norma Ayub para a construção do hospital do câncer (na ordem de R$ 19 milhões) e para investimento em segurança pública (cerca de R$ 11,5 milhões).

Comments

SEE ALSO ...