Câmara aciona MP após distribuição de dinheiro - Jornal Fato
Política

Câmara aciona MP após distribuição de dinheiro

Corregedor da Casa decidiu levar o caso ao Ministério Público para que investigue o caso, relacionado à votação sobre subsídio no transporte coletivo


O vereador Braz Zagotto apresentou pedido de investigação ao Ministério Público

O corregedor da Câmara Municipal de Cachoeiro de Itapemirim entregou nesta tarde, no Ministério público, o vídeo em que o sindicalista Sergio Santos, o Serjão, entrega dinheiro a pessoas na porta da Casa de Leis. O caso ocorreu na terça-feira (27), quando o projeto de subsídio anual de R$ 1,6 milhão entrou em pauta. O grupo é favorável à aprovação e pressionou pela votação naquele dia, o que não ocorreu.

Nesta terça-feira (4), Serjão novamente acompanhava a sessão da Câmara, de onde ouviu o corregedor da Casa, Braz Zagotto (SD) anunciar que prosseguirá com a investigação, feita a partir de denúncia de seis vereadores. No meio da sessão, junto com o também vereador Antônio Geraldo (PP), Zagotto foi direto entregar o vídeo aos cuidados do Ministério Público, que deve entrar no caso.


Veja o vídeo:


Ontem, o presidente da Casa, Alexandre Bastos (PSB) já havia opinado que qualquer distribuição de dinheiro nas dependências da Câmara, além de incômoda, merece investigação.

Durante toda a sessão ordinária da última terça-feira, foram muitos os pronunciamentos dos vereadores sobre a questão do subsídio, com declarações de apoio, dúvidas e questionamentos.

O objetivo, com o subsídio, é viabilizar o sistema de transporte coletivo, sem que o preço da passagem aumente muito. Com salários atrasados, funcionários pressionam e ameaçam fazer greve caso a proposta não passe.

 

Saiba mais: Sindicalista explica distribuição de dinheiro na porta da Câmara 

Comentários

VEJA TAMBÉM...