Morre vendedor de picolé agredido por cobrar dívida - Jornal Fato
Polícia

Morre vendedor de picolé agredido por cobrar dívida

Altino Machado, de 57 anos, morreu tarde de domingo (02), cinco dias depois de ter sido brutalmente espancado


- Internauta

O vendedor de picolé Altino Machado, de 57 anos, morreu na tarde de domingo (02), por volta das 14h30, no hospital Santa Casa, em Cachoeiro. Ele foi agredido ao cobrar dívida pelo produto. O crime aconteceu no bairro Coramara, na última terça-feira (27).

Ele foi empurrado para dentro do no córrego do bairro, juntamente com seu carrinho de picolé. Altino bateu a cabeça e desmaiou. Foi socorrido e levado pelo Corpo de Bombeiros para o hospital, onde morreu cinco dias depois.

A agressora é uma mulher, de 32 anos, que prestou depoimento, mas responde pelo crime em liberdade. Deverá indiciada por lesão corporal seguida de morte.

De acordo com testemunhas, a briga teria ocorrido após a vítima cobrar uma dívida de dois picolés. Pessoas que estavam no local filmaram a luta corporal e o momento em que a mulher empurra o homem para dento do córrego. Uma terceira pessoa aparece neste momento, mas não há relatos se tentava separar os dois ou também se envolve na agressão. Nas imagens, isso também não fica claro.

No depoimento dado na delegacia, antes da morte de Altino, a suspeita disse que bebia quando a discussão começou por conta dos picolés que ela havia pego, mas disse que não tinha dinheiro para pagar. Foi quando começaram a lutar e ela o empurrou para o córrego.

Comentários

VEJA TAMBÉM...