Produtores de ovos de Cachoeiro participam de treinamento - Jornal Fato
Economia

Produtores de ovos de Cachoeiro participam de treinamento

O objetivo foi instruir os produtores sobre a legislação vigente do setor de ovos e a necessidade de adequar-se


Documentação, estrutura física e processo produtivo estiveram entre assuntos abordados

Produtores de ovos de Cachoeiro de Itapemirim participaram de um treinamento nesta quinta-feira (11), no auditório do Sindicato Rural do município. A atividade, uma iniciativa da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, foi ministrada pela equipe Serviço de Inspeção Municipal (SIM) de Cachoeiro e visou especificamente aquele que adotam o sistema de criação caipira.

O objetivo foi instruir os produtores sobre a legislação vigente do setor de ovos e a necessidade de adequar-se, pois permite estrutura e processo produtivo melhor, mais competitivo e correto. Com isso, a Semai dá mais um passo em direção à adesão do município ao Sistema Unificado Estadual de Sanidade Agroindustrial Familiar de Pequeno Porte (Susaf-ES).

De maneira descontraída e dinâmica, a auditora fiscal da Semai e palestrante do programa, Tania Thomaz, abordou temas importantes, como: documentos exigidos; estrutura física; processo produtivo; rotulagem; classificação de ovos; embalagens; análise fiscal de produtos; e análise de qualidade da água.

"Estamos buscando a profissionalização das agroindústrias familiares do município, como forma de agregação de valor aos produtos, melhoria da qualidade, diminuição de custos e a adequação aos padrões de controle, que nos permitirão conquistar novos mercados. Com isso o consumidor se beneficia com produtos mais saudáveis e os agricultores melhoram a renda, contribuindo para o desenvolvimento rural de Cachoeiro" ressalta o secretário municipal de Agricultura e Interior, Robertson Valadão.

Expansão agroindustrial de Cachoeiro

Neste ano, a Semai iniciou processo de adesão da cidade ao Sistema Unificado Estadual de Sanidade Agroindustrial Familiar de Pequeno Porte (Susaf-ES), com o objetivo de permitir que a agroindústrias locais a comercializem os seus produtos de origem animal em outros municípios do estado. Atualmente, a venda desses produtos só pode ser realizada dentro do território cachoeirense.

Sendo assim, o Serviço de Inspeção Municipal (SIM) passa por procedimentos para se tornar equivalente ao Serviço de Inspeção Agroindustrial de Pequeno Porte (Siapp), do Estado, a fim de harmonizar procedimentos de registro, inspeção e fiscalização das agroindústrias. Já foi realizada uma auditoria do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf) no SIM, em uma vistoria focada na parte documental.

Comments

SEE ALSO ...