Oficina gratuita de elaboração de projetos para a Lei Rubem Braga - Jornal Fato
Cultura

Oficina gratuita de elaboração de projetos para a Lei Rubem Braga

Antes da oficina, será divulgada a relação dos avaliadores de projetos do edital 2019


- Divulgação/PMCI

Na próxima quarta-feira (19), a partir das 16h30, a Sala Levino Fanzeres - anexa ao Palácio Bernardino Monteiro (sede da prefeitura), no centro de Cachoeiro de Itapemirim - receberá a reunião do Conselho Municipal de Política Cultural para a homologação e divulgação dos avaliadores das propostas inscritas na Lei Rubem Braga (LRB) deste ano. 

Após a apresentação dos nomes homologados, por volta das 18h30, haverá oficina gratuita de elaboração de projetos direcionados ao edital 2019 da LRB, com o ator e gestor cultural Luiz Carlos Cardoso. Não é preciso fazer inscrição para participar. 

Produtor de eventos culturais premiados em leis de incentivo e editais de cultura de âmbitos nacionais, estaduais e municipais, Cardoso é graduado em Comunicação Social - Publicidade e Propaganda pelo Centro Universitário São Camilo (ES), especialista em Arte e Cultura pela Universidade Cândido Mendes (Rio de Janeiro/RJ) e em Gestão Cultural: Cultura, Desenvolvimento e Mercado pelo Senac São Paulo.

"A Lei Rubem Braga ganhou novos contornos nos últimos anos, acentuou a credibilidade junto aos artistas locais e cresceu, foi além-fronteiras, tendo em vista a nova forma de seleção de avaliadores, que recebeu diversas inscrições de todo o país. A seleção de pareceristas influenciou, diretamente, a busca do artista por aperfeiçoamento na elaboração dos projetos, por isso é tão importante ter momentos de capacitação", esclarece Valquíria Volpato, consultora interna da Semcult. 

"Lançar o novo edital da lei Rubem Braga é consolidar o compromisso desta gestão com as políticas públicas de cultura. Neste ano, a LRB repassará mais de um milhão de reais às produções artísticas e literárias de nosso município. Precisamos que a comunidade artística, cada vez mais, esteja pronta para usar este precioso instrumento de fomento", destaca a secretária municipal de Cultura e Turismo, Fernanda Martins.

Inscrições terminam em 3 de julho

As inscrições da Lei Rubem Braga vão até 3 de julho. Neste ano, a seleção contemplará, pelo menos, 32 projetos em 11 segmentos, com orçamento máximo de R$ 18 mil cada, a serem desenvolvidos por artistas e entidades do município.

Os segmentos culturais abrangidos são: Música; Dança; Teatro, circo e ópera; Cinema, fotografia e vídeo; Literatura; Artes plásticas, artes gráficas e filatelia; Folclore e capoeira; Carnaval; Artesanato; História; e Preservação e restauração de acervo e patrimônio histórico e cultural de museus e centros culturais - nessas duas últimas áreas, o número de contemplações possíveis subiu de duas para três, em relação ao edital passado.

As inscrições devem ser feitas exclusivamente pela internet. Os editais de seleção com todas as informações, bem como seus respectivos anexos, estão disponíveis na página da Semcult no portal da prefeitura (www.cachoeiro.es.gov.br). Para ter acesso, basta clicar subsequentemente nas abas "Secretarias", "Cultura e Turismo" e "Editais".

No total, serão investidos R$ 600 mil no fomento aos projetos e pagamento de avaliadores. O edital anterior, de R$ 550 mil, foi lançado em setembro do ano passado e contemplou 29 projetos, e a expectativa é de que uma nova seleção de propostas culturais seja aberta em janeiro de 2020.

Comments

SEE ALSO ...