MDB elege novo diretório e cogita ter candidato a prefeito - Jornal Fato
Política

MDB elege novo diretório e cogita ter candidato a prefeito

Convenção Municipal do partido acontece neste sábado, quando também será escolhida a comissão executiva da sigla


Ex-prefeitos, Roberto Valadão e José Tasso estão otimistas com a esperada revitalização do partido - Foto: Juliana Moreira

A Convenção Municipal do MDB para eleger o novo diretório de Cachoeiro de Itapemirim acontece amanhã, no auditório da Câmara Municipal, das 9h00 às 13h00. O partido é o maior em número de filiados no município, mas há três eleições municipais consecutivas, não consegue eleger sequer um vereador, mas tem nos planos a retomada com forte possibilidade de lançar candidato a prefeito em 2020.

A convenção pode ser o início da virada de página para a sigla. Os ex-prefeitos da cidade Roberto Valadão e José Tasso alimentam boas expectativas para o evento e garantem que o caminho para ganhar força são as boas candidaturas. Esperam que o MDB recupere o prestígio.

"O partido está bem movimentado, ele é muito grande em Cachoeiro. Só aqui nós temos quase 5 mil filiados. Eu sei porque militei muito e ainda milito. Nosso partido tem força grande porque trabalhou muito por isso", afirma Valadão.

Para José Tasso, as inúmeras falhas que o MDB cometeu ao longo dos anos fizeram perder o prestígio que um partido precisa para eleição de prefeito municipal, vice e vereadores, mas que está disposto a recuperar.

"A convenção de sábado representa revitalização para que nós possamos ter bons candidatos para prefeito e vereadores. Espero que o MDB possa ressurgir para ser realmente um partido de projeção em Cachoeiro e no Estado, como é no Brasil", explica.

Segundo Tasso, já há conversas com lideranças, nas quais explicam que pretendem reconstruir o MDB neste sábado e que após a eleição do diretório, os eleitos se reúnem para escolher o seu futuro presidente.

"Temos alguns nomes em mente. Vai surgir por meio do entusiasmo, do desejo e do engajamento do partido", diz.

Os dois explicam que o partido não tem relação alguma com a atual gestão municipal e deixam claro que não existe inimizade. Entretanto, por enquanto, o prefeito não chamou o partido para conversar politicamente com o partido que tem um de seus filiados, Rogério Athayde, à frente do Procon Municipal.

"O que nós fizemos naquela reunião (com o prefeito Victor Coelho) foi colocar à disposição do prefeito os recursos humanos e a experiência do partido por já ter passado por alguns mandados na prefeitura de Cachoeiro, conhecendo a máquina pública. Através de correligionários e amigos nossos, podemos prestar bons serviços à administração, mas sobretudo a Cachoeiro", afirma José Tasso.

Ele complementa. Diz que o objetivo é seguir o próprio caminho e não hostilizar quem quer seja. "O compromisso é com o presente e com o futuro de Cachoeiro".

Segundo Tasso, o MDB não foi feliz nas últimas eleições, mas a população atualmente tem solicitado ao partido ter seus próprios candidatos. Com a eleição do novo diretório, ele diz que povo vai conseguir encontrar nomes que venham ao encontro do desenvolvimento de Cachoeiro.

"É um partido grande e tem história. A população espera que o partido tenha candidato para a próxima eleição que é municipal", afirma Valadão.

 

Comments

SEE ALSO ...