Governador participa da posse de nova diretoria da Ascames - Jornal Fato
Política

Governador participa da posse de nova diretoria da Ascames

Em seu discurso, o governador reafirmou seu compromisso em dialogar com os vereadores de todo o Estado


- Foto: Hélio Filho/Secom

O governador do Estado, Renato Casagrande, participou, na manhã desta sexta-feira (15), da solenidade de posse da nova diretoria da Associação das Câmaras de Vereadores do Espírito Santo (Ascames) para o biênio 2019-2020. A cerimônia foi realizada no plenário da Assembleia Legislativa. A vice-governadora Jacqueline Moraes e o secretário-chefe da Casa Civil, Davi Diniz, também acompanharam o evento.

Em seu discurso, o governador reafirmou seu compromisso em dialogar com os vereadores de todo o Estado. "Nosso governo terá um canal de comunicação permanente com os vereadores em reconhecimento à legitimidade dos mandatos que vocês exercem. Lógico que nós não teremos condições de tratar questões individuais, quando estiverem relacionadas a tarefas dos municípios. Nas questões relacionadas ao Estado, o vereador tem legitimidade para que essa demanda chegue ao Governo, seja sozinho ou por meio de deputado estadual ou federal", afirmou.

Casagrande também anunciou que a Casa Civil terá uma estrutura especial para atender os edis. "Vamos receber as demandas e debater os temas naquilo que concede o desenvolvimento dos municípios", emendou. O governador pretende ainda reduzir a distância entre as Câmaras e o Palácio Anchieta através de visitas institucionais para discutir as questões locais.

"Irei receber todas as Câmaras de Vereadores no gabinete do governador. Já recebi a de Vila Velha, pois nosso Estado começou lá e precisavam ser os primeiros. Nessa semana recebi os vereadores de Vitória. E a cada tempo irei recebendo a câmara inteira de todos os municípios. Independentemente do partido ou em quem votou, o que me interessa é ouvir os vereadores e criar esse canal de comunicação", frisou.

Durante a posse da Ascames, o governador voltou a afirmar que não irá paralisar obras ou ações da gestão anterior, mas desde que tenham recursos garantidos: "Só farei paralisação de obra já iniciada se não houver lastro financeiro. Deixei o governo com a Nota A [em gestão fiscal pela Secretária do Tesouro Nacional], recebi agora com a Nota A e terminarei o segundo mandato com a nota A. Naquilo que tem dinheiro, se fui eu ou o outro governador que começou, vou tocar para frente. Não vou ficar pendurado em questões que não são importantes para a sociedade", sublinhou.

Foram empossados como diretor presidente da Associação, o vereador Wilton Minarini (Baixo Guandu); o primeiro vice-presidente, Willian de Souza Duarte (Marataízes); o segundo vice-presidente, Ricardo Bonomo (Linhares) e os diretores Ângelo César Lucas (Cariacica), Sônia Zanetti Bazílio de Souza (Itaguaçu), Cléber Félix (Vitória), Fábio Luiz Dias (Viana), Cleber Oliveira da Silva (Anchieta), Welerson José Mercandele (Laranja da Terra) e Eliesio Braz Bolzani (Colatina).

Comments

SEE ALSO ...