Estado anuncia R$ 16,8 milhões de investimentos - Jornal Fato
Política

Estado anuncia R$ 16,8 milhões de investimentos

O Governo do Estado, investe R$ 16.890.773,16, para melhorar a oferta de serviços de saúde


- Divulgação

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), anunciou nesta quinta-feira (18) três diferentes modalidades de investimentos - entrega de equipamentos, ampliação e abertura de serviços e mutirão de exames -, num valor total de R$ 16.890.773,16, para melhorar a oferta de serviços de saúde para a população que utiliza o Sistema Único de Saúde (SUS) no Espírito Santo. O anúncio foi feito na sede da Sesa, na Enseada do Suá, em Vitória, e contou com a presença do governador Paulo Hartung.

Durante a solenidade, o governador afirmou que o conjunto de medidas adotadas e anunciadas pelo Governo do Estado é importante para melhorar a qualidade do atendimento na rede pública. Paulo Hartung reafirmou que o trabalho desenvolvido pela Secretaria da Saúde promoveu uma mudança estrutural na contraprestação de serviços da rede SUS no Estado. "Fica um legado extraordinário. Além disso, hoje estamos avançando com uma ação importante para ampliar as parcerias com as instituições filantrópicas que atuam na contraprestação dos serviços de saúde. Também estamos ampliando os mutirões até o último dia do ano. Essas ações estão com 100% dos recursos garantidos", afirmou.

O secretário de Estado da Saúde, Ricardo de Oliveira, destacou que os investimentos anunciados vão melhorar a qualidade da assistência aos usuários do SUS no Espírito Santo. "Com o mutirão, vamos reduzir a fila de quem está esperando para fazer exame; com a modernização dos equipamentos, melhoramos a qualidade do atendimento nos hospitais públicos, porque esses aparelhos que estamos entregando hoje são fundamentais para os pacientes que estão internados em setores críticos, como UTI. A entrega de hoje coroa a modernização de 100% dos nossos hospitais, porque estamos entregando 130 equipamentos hoje, mas já fizemos duas entregas anteriores. E com a assinatura dos aditivos contratuais com o Hospital Evangélico de Vila Velha, a Santa Casa de Misericórdia de Vitória e a Santa Casa de Misericórdia de Cachoeiro de Itapemirim, nós ampliamos a prestação de serviço nos hospitais filantrópicos, que são nossos parceiros e nos ajudam a capilarizar o atendimento", detalhou Oliveira.

Representando os profissionais de saúde, o diretor-geral do Hospital Estadual Infantil, Nélio Almeida, disse que os investimentos anunciados nesta quinta-feira (18), e os que foram feitos ao longo da gestão, têm um significado muito importante. Ele disse que os avanços alcançados ainda não deixam a Saúde do Estado numa zona de conforto, mas muito foi feito. "Na rede pública, tivemos intervenções em todas as nossas unidades, em todas as nossas superintendências regionais e em todos os nossos municípios. Do Hospital Infantil, particularmente, posso falar. Em termos de humanização, segurança, qualidade e dignidade, o atendimento está muito melhor. Estamos em uma era de avanço tecnológico, em que não dá só para medir temperatura, medir pressão. É necessário dar prosseguimentos na gestão clínica do paciente, e isso nós temos conseguido. A liberdade de ação para que as nossas atividades pudessem ser mais profícuas nós tivemos nesta gestão", avaliou o diretor.

O presidente da Associação Evangélica Beneficente Espírito-Santense (Aebes), que gerencia o Hospital Evangélico de Vila Velha, Alexsander Mendes Cunha, falou como representante dos hospitais filantrópicos e destacou a satisfação em manter parceria com o Governo do Estado na área da Saúde. "O que nós fazemos é atender a população carente. É atender aquela população que tem sofrido nos últimos anos com relação à crise. Tem sofrido por conta da economia, vai com dificuldade. Aquela família que tinha plano de saúde, teve de cancelar e passa a ser nossa cliente. Nós sabemos que o contingente de pessoas que fizeram isso é muito grande. E isso nos traz uma responsabilidade muito maior, de gerir da melhor maneira possível os recursos, que estão escassos, de fazer uma gestão de qualidade e atender com um diferencial, seja nas Santas Casas ou nos hospitais filantrópicos, sejam eles confessionais ou não. Mas o fato é que nós estamos felizes porque o Estado do Espírito Santo tem sido um diferencial. Eu rodo bastante pelo Brasil e percebo a diferença, sobretudo, da Educação e da Saúde. O Estado do Espírito Santo tem feito o dever de casa, e eu quero agradecer a Deus por esta gestão que está se concluindo nesse tempo", disse.

Ampliação e abertura de serviços

Nesta quinta-feira (18), a Sesa assinou um termo aditivo ao convênio já firmado com o Hospital Evangélico de Vila Velha, com a Santa Casa de Misericórdia de Vitória e com a Santa Casa de Misericórdia de Cachoeiro de Itapemirim, para aumentar nesses hospitais a oferta de serviços para a população que utiliza o Sistema Único de Saúde (SUS).

No Hospital Evangélico de Vila Velha, a oferta mensal de cirurgias na área de urologia passará de 75 para 115, ou seja, 40 procedimentos a mais por mês. O número de internações de média e alta complexidade realizadas no hospital pelo SUS também vai aumentar, passando de 673 para 695, 22 internações a mais por mês. Além disso, será ampliada a oferta de cirurgia de catarata de 600 por mês para 800 por mês. O valor do aditivo é de R$ 36.684.966,15.

Na Santa Casa de Cachoeiro de Itapemirim também será ampliada a oferta de internação de média e alta complexidade, passando de 896 internações por mês para 927, um aumento de 31 internações. Aumentará, ainda, a oferta de exames e atendimentos de urgência de 23.222 para 26.613. O aditivo será no valor de R$ 21.017.450,85.

Com a assinatura do termo aditivo, a Santa Casa de Cachoeiro de Itapemirim passará a ofertar órteses, próteses e materiais especiais (OPME) utilizados em cirurgias de trauma. Isso vai evitar que os pacientes sejam transferidos para a Grande Vitória para realização de cirurgia ortopédica de urgência.

Já na Santa Casa de Misericórdia de Vitória haverá habilitação do serviço cardiovascular, com a oferta de serviço de hemodinâmica (realização de diagnósticos e tratamentos por meio de cateterismo), cirurgia cardíaca e cirurgia endovascular. Esses procedimentos, até então, eram realizados somente no Hospital Evangélico de Vila Velha e no Hospital Universitário Cassiano Antonio Moraes (Hucam). Será habilitado também na Santa Casa de Vitória o serviço cardiológico, que ofertará 60 cirurgias cardiológicas e 100 cateterismos por mês.

Na Santa Casa de Vitória serão ofertadas, ainda, seis cirurgias reparadoras por mês para pacientes soropositivos com lipodistrofia (distúrbio que causa alteração na distribuição da gordura corporal). O valor do aditivo com a Santa Casa de Vitória será de R$ 23.800.831,95.

Samu 192

O convênio mantido pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) com a Santa Casa de Misericórdia de Vitória para oferta do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192) no Espírito Santo será atualizado e permitirá a ampliação do serviço para mais cinco municípios: Laranja da Terra, Ibatiba, Conceição do Castelo e Santa Leopoldina (cada cidade receberá uma Unidade de Suporte Básico (USB)), além de Domingos Martins, que receberá uma ambulância Unidade de Suporte Avançada, com equipamentos de UTI.

Com isso, haverá melhoria no atendimento para o município de Domingos Martins, onde a população atualmente é atendida com a ambulância que está localizada em Marechal Floriano. A Unidade de Suporte Avançado que ficará no município vai diminuir o tempo-resposta dos atendimentos.

O novo convênio da Sesa com a Santa Casa de Vitória é baseado em resultados, e traz vantagens de qualidade para o serviço, com monitoramento de metas a serem cumpridas no que diz respeito a atendimento, satisfação do usuário e capacitação da equipe.

Mutirão de exames

No mutirão de exames lançado nesta quinta-feira (18) serão ofertados ressonância magnética, tomografia, endoscopia, colonoscopia, ultrassonografia com doppler, ecocardiograma, retosigmoidoscopia, cintilografia e densitometria, totalizando 10.993 exames até o mês de dezembro e um investimento de R$ 2.560.804,50 em recursos próprios. O mutirão beneficiará pacientes com diversas demandas de saúde, tais como problemas ortopédicos; dores de cabeça crônicas; problemas vasculares, como varizes; problemas cardíacos; e problemas gastrointestinais, como gastrite, refluxo e diverticulite.

Para possibilitar que os exames que serão ofertados no mutirão sejam realizados mais perto da casa dos pacientes, a Sesa contará com a parceria de hospitais da rede filantrópica e clínicas da rede particular com capacidade instalada para executar o serviço. Ao todo, nove estabelecimentos de saúde atenderão os pacientes no mutirão.

O mutirão atenderá pessoas que já passaram por consulta médica e estão cadastradas na Central de Regulação de Consultas e Exames da Secretaria de Estado da Saúde aguardando a oferta do serviço. Os pacientes serão comunicados pelo serviço de saúde do seu município sobre o local, a data e o horário do exame. Todos os exames ofertados no mutirão já são realizados na rede própria da Sesa ou por meio de contrato com estabelecimentos de saúde filantrópicos ou particulares. O mutirão representa um aumento da oferta desses serviços e tem como objetivo diminuir o tempo de espera dos pacientes.

Confira quais exames cada estabelecimento realizará

 

Santa Casa de Guaçuí

Ecocardiograma: 120

Ultrassom com doppler: 450

Endoscopia: 750

Colonoscopia: 900

Ressonância magnética: 750

Total de exames: 2.970

Total de investimento: R$ 466.800,00

 

Hospital Evangélico de Itapemirim

Endoscopia: 60

Colonoscopia: 60

Tomografia: 90

Total de exames: 210

Total de investimento: R$ 83.400,00

 

Hospital Evangélico de Cachoeiro de Itapemirim

Ultrassom com doppler: 870

Endoscopia: 300

Colonoscopia: 150

Retosigmoidoscopia: 60

Ressonância magnética: 423

Tomografia: 741

Total de exames: 2.544

Total de investimento: R$ 525.750,30

 

Hospital Evangélico de Vila Velha

Ultrassom com doppler: 600

Endoscopia: 1.194

Colonoscopia: 333

Total de exames: 2.127

Total de investimento: R$ 458.880,00

 

Santa Casa de Misericórdia de Vitória

Ultrassom com doppler: 690

Endoscopia: 150

Colonoscopia: 120

Total de exames: 960

Total de investimento: R$ 205.800,00

 

Hospital Santa Rita

Ressonância magnética: 300

Cintilografia: 208

Total de exames: 508

Total de investimento: R$ 183.000,00

 

Santa Casa de Cachoeiro de Itapemirim

Ultrassom com doppler: 200

Endoscopia: 120

Colonoscopia: 200

Total de exames: 520

Total de investimento: R$ 151.200,00

 

Centro de Diagnóstico Médico (CDM) São Mateus

Ressonância magnética: 800

Densitometria: 300

Total de exames: 1.100

Total de investimento: R$ 346.395,00

 

Uniscan Linhares

Ressonância magnética: 432

Densitometria: 432

Total de exames: 864

Total de investimento: R$ 139.579,20

 

 

Entrega de equipamentos

 

Foram entregues nesta quinta-feira (18) 163 monitores multiparâmetros, sendo 130 monitores multiparamétricos com capnografia (UTI) e 33 monitores multiparamétricos com analisador de gases (centro cirúrgico). Ao todo, 11 hospitais que integram a rede estadual de saúde na Grande Vitória e no interior do Estado serão beneficiados.

 

A compra desses equipamentos visa modernizar os hospitais com novas tecnologias e oferecer mais conforto aos pacientes com o uso de equipamentos. O investimento total para a compra desses equipamentos foi de R$ 2.932.799,56, com recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). 

 

Os equipamentos são usados em setores que cuidam de pacientes críticos, como salas de emergência, centro cirúrgico e UTI. Eles monitoram os sinais vitais 24 horas e expõem na tela informações importantes para o controle do estado de saúde do paciente, como pressão arterial, batimento cardíaco, temperatura corporal e respiração.

 

Hospitais beneficiados com os equipamentos:

 

Hospital Estadual Infantil Nossa Senhora da Glória, em Vitória

Monitor multiparamétrico com capnografia (UTI): 15

Monitor multiparamétrico com analisador de gases (Centro Cirúrgico): 4

 

Hospital Estadual Antônio Bezerra de Faria, em Vila Velha

Monitor multiparamétrico com capnografia (UTI): 13

Monitor multiparamétrico com analisador de gases (Centro Cirúrgico): 2

 

Hospital Estadual Dório Silva, na Serra

Monitor multiparamétrico com capnografia (UTI): 18

Monitor multiparamétrico com analisador de gases (Centro Cirúrgico): 4

 

Hospital Estadual Infantil e Maternidade Azir Bernardino Alves, em Vila Velha

Monitor multiparamétrico com capnografia (UTI): 7

Monitor multiparamétrico com analisador de gases (Centro Cirúrgico): 4

 

Hospital Estadual Silvio Avidos, em Colatina

Monitor multiparamétrico com capnografia (UTI): 21

Monitor multiparamétrico com analisador de gases (Centro Cirúrgico): 5

 

Hospital Estadual João Santos Neves, em Baixo Guandu

Monitor multiparamétrico com capnografia (UTI): 4

Monitor multiparamétrico com analisador de gases (Centro Cirúrgico): 2

 

Hospital Estadual Dra. Rita de Cássia, em Barra de São Francisco

Monitor multiparamétrico com capnografia (UTI): 15

Monitor multiparamétrico com analisador de gases (Centro Cirúrgico): 2

 

Hospital Estadual Roberto Arnizaut Silvares, em São Mateus

Monitor multiparamétrico com capnografia (UTI): 15

Monitor multiparamétrico com analisador de gases (Centro Cirúrgico): 5

 

Hospital Estadual de Vila Velha

Monitor multiparamétrico com capnografia (UTI): 10

Monitor multiparamétrico com analisador de gases (Centro Cirúrgico): 2

 

Unidade Integrada Jerônimo Monteiro

Monitor multiparamétrico com capnografia (UTI): 2

Monitor multiparamétrico com analisador de gases (Centro Cirúrgico): 1

 

Hospital Estadual São José do Calçado

Monitor multiparamétrico com capnografia (UTI): 10

Monitor multiparamétrico com analisador de gases (Centro Cirúrgico): 2

Comentários

VEJA TAMBÉM...