Um pequeno gesto - Jornal Fato
Artigos

Um pequeno gesto

O amigo levantou-se para ajudá-la, a mulher agradeceu muito e sentou-se


Estávamos num ônibus urbano em Vitória, eu e outro psicólogo e notamos que uma mulher estava com dificuldade de atravessar a roleta do ônibus. O amigo levantou-se para ajudá-la, a mulher agradeceu muito e sentou-se em cadeira próxima a nossa.

Ao notarmos que ela estava com várias manchas no corpo, perguntamos-lhe o que houve e ela disse que era devido a um problema de nervos.

Que tinha sofrido muito na vida, que foi agredida pelo ex-marido e que ficou com ele devido a problemas financeiros e esperou as crianças crescerem um pouco mais e separou-se.

Como notamos que ela ainda estava abalada, sugerimos que ela procurasse um atendimento psicológico.

Ela disse que foi a uma psicóloga, mas como a profissional, ao ouvi-la, disse-lhe que ela estava morta, ela levantou-se da cadeira e abandonou o tratamento Informamos-lhe que não morávamos em Vitoria e não poderíamos ajuda-la. Mas que ela deveria procurar outro profissional, por indicação de alguém para poder atendê-la melhor, pois a conduta da colega foi muito inadequada.

A psicanalise fala muito da linguagem, do poder da fala, como falamos.

Atualmente no Brasil, temos observado que o presidente Jair Bolsonaro, talvez por ter uma personalidade forte, pela formação militar, parece não pensar no que falar, como falar ao ser provocado pelos jornalistas. Depois tenta desculpar-se, dizendo que não foi aquilo que ele quis dizer.

Temos de pensar no que falar; como falar, e ter muito cuidado ao falar.

O profissional tem de saber ouvir, acolher o paciente, compreendê-lo, respeitar as suas fragilidades, estabilizá-lo, ajudá-lo em sua recuperação, para o sucesso do seu tratamento.

 

Clínica de Orientação Psicológica

Fernando Fiuza - Psicólogo, Psicanalista, Hipnólogo

E-mail - [email protected]

Tel. (28) 3036-9915, (28) 99989-3561


Fernando Fiuza Psicólogo

Comments

SEE ALSO ...