Aí que o bicho pega - Jornal Fato
Artigos

Aí que o bicho pega

O que não pode são homens atrasados, primários, que culpabilizam as mulheres quando estas são atacadas, assediadas por usarem roupas curta


A estudante Gleice Kelly, de 24 anos, foi a Curva da Jurema, em Vitória, para amenizar o calor, mas não adiantou. Apesar do mar gelado, que é tradicional em Vitória na areia, o ar abafado faz a gente continuar sofrendo com o calor.

Ao ver a imagem da Gleice, os lobos de plantão, devem ter ficado excitados, babando com tanta beleza e sensualidade; porém ela tem todo o direito de expor a sua beleza e charme, para atrair futuros pretendentes.

O que não pode são homens atrasados, primários, que culpabilizam as mulheres quando estas são atacadas, assediadas por usarem roupas curtas.

Infelizmente, as mulheres foram discriminadas por séculos e são desvalorizadas até hoje.

A própria mulher, diminui-se, quando dizem que aos trinta anos já estão velhas, porque acham que os seios já caíram e o bumbum também.

Na música não é diferente, as mulheres exploram o corpo, para fazerem sucesso, vender mais CDs, shows, etc. Como aquela que canta Show das Poderosas, e rebola o seu maior atributo.

Muitas mulheres casadas sofrem com parceiros doentes, possessivos, agressivos e só os denunciam quando são agredidas fisicamente. Muitas não se separam pela dependência financeira, medo de mudar ou por serem ameaçadas.

Porque homem que bate em mulher não é homem! É um psicopata ou um monstro.

Toda mulher deveria saber lutar, pelo menos, para defender-se de um ataque de homens loucos, para protegerem-se melhor.

E quando as mulheres, saírem com homens, e estes, ao começarem a beber, ficarem muito agitados e agressivos, são sinais de que aquela pessoa tem problema de nervos e se ele não procurar ajuda médica e psicológica, fica muito difícil um relacionamento saudável e sim um relacionamento neurótico e doentio.

Se você sair com um homem e ele começar a exalar um cheiro forte de enxofre, é bom você levar numa bolsa, umas cabeças de alho e um crucifixo de prata, como fazem certos religiosos e tentar controla-lo, enquanto sai correndo e pede ajuda; Pois pode ser um vampiro ou um lobisomem.

 

Clínica de Orientação Psicológica

Fernando Fiuza - Psicólogo, Psicanalista, Hipnólogo E-mail - [email protected]

Tel. (28) 3039-9915, (28) 99989-3561


Fernando Fiuza Psicólogo

Comments

SEE ALSO ...