Atletas aposta em franquia para expandir - Jornal Fato
Especial

Atletas aposta em franquia para expandir

A primeira unidade franqueada da academiaestá para ser inaugurada em Vila Velha, no Boulevard Shopping


A Atletas do Perim Center, em Cachoeiro, serve como modelo local

Marcos Leão

 

Investir em inovação e tecnologia para democratizar a atividade física com o melhor custo-benefício. Mantendo esta estratégia, a primeira rede do Sul do Estado de academias de ginástica - a Atletas -foca agora seu plano de expansão no modelo de franquia.

Atualmente, com quatro unidades próprias em pontos estratégicos de Cachoeiro de Itapemirim (no Perim Center; na região central da cidade; no bairro Novo Parque; e no trevo do IBC), além de uma em Alegre, a empresa gera quase 80 empregos diretos e conta com mais de 6,7 mil clientes.

Tudo isso gerido em família - pelo fundador do negócio, o fisioterapeuta VandersonGesney Oliveira, sua esposa, Rosemere de MartimMarim, e o filho, ChristianGesneyMarim Oliveira.

É Christian, diretor de Geral, quem está à frente do projeto de expansão da Atletas. Ele demonstra entusiasmo ao falarda primeira unidade franqueada da academia, que está para ser inaugurada em Vila Velha, no Boulevard Shopping.

Não era para menos, trata-se de empreendimento de 1,1 mil metros quadrados, com a expectativa de ultrapassar cinco mil alunos.Uma verdadeira vitrine do programa de franquia da marca, assim como a Atletas do Perim Center, em Cachoeiro,serve como modelo local.

Esta unidade da rede, segundo Christian, foi espelhada no que ele viu de melhor em grandes centros brasileiros.

"Estética e ambientação pensadas no bem-estar do cliente, para que ele se sinta à vontade, para que tenha o máximo de prazer em praticar atividade física", conceitua o jovem empreendedor.

 

Mercado

Embora já movimente bilhões de reais no país, o mercado de academias de ginástica, na visão de Christian, "ainda é um bebê, com potencial gigantesco de crescimento e rentabilidade acima da média".

"Hoje, apenas 5% da população pratica atividade física em academias, contra 17% no mercado americano. Existe possível crescimento de 12 pontos percentuais. Acredito que a única forma de você aumentar esse percentual é educando, conscientizando sobre a importância disso na vida delas para a melhoria da qualidade de vida", observa o diretor.

 

Progresso

Christian Marimsalienta que a Atletas não está se expandido por vaidade, mas por necessidade de sobrevivência. "Temos ciência de que, se não ampliarmos hoje e abraçarmos o Sul do Espírito Santo, outra rede vai vir e tomar o mercado", afirma. 

O projeto de expansão da empresa teve inícioem 2013, formatado por ele. 

"A gente cresceu no pior momento do país. O segredo para progredir na crise acredito que seja se capacitar e buscar informação. Você tem que se modernizar e trazer coisas novas... não tentar tirar leite de pedra com velhos hábitos. Para ter resultado diferente, não se pode fazer as mesmas coisas, tem que tentar fazer diferente. É nisso que a Atletas é especialista", analisa.

 

Atualização

Christian diz que é importante entender que o ramo de academias também requer constante atualização. "Se o administrador não antever as mudanças, quando elas chegarem, pode ser tarde demais", alerta.  

Por isso, está sempre buscando capacitação, em congressos e feiras, principalmente em São Paulo.

"A cada três meses viajo para fazer cursos, buscar inovação e tecnologia, e para entender aonde o mercado está indo, revela.

Parte dos resultados deste trabalho é que a Atletas foi a primeira academia da cidade a funcionar aos domingos. Entre os benefícios oferecidos, há a oportunidade de o aluno malhar em qualquer uma das unidades da rede, com o mesmo treino, por meio de um sistema integrado. E ainda pagar um valor único para fazer várias modalidades.

 

Tecnologia

Christian atesta que é imprescindível adaptar o negócio à era da informação e tecnologia. "Hoje em dia, uma criança está totalmente informatizada. E ela é meu potencial cliente no futuro. Se eu não me atualizar agora, e começar a mudar o meu formato de atender, a empresa vai se tornar obsoleta e perder mercado".

O diretor orgulha-se de que todos os procedimentos na Atletas são desenvolvidos em formato digital: o cliente compra pelo celular, o contrato chega no email dele e ele faz assinatura digital.

"Muitas empresas não se atentaram a isso, ainda estão nadando contra a maré.Tecnologia é fundamental no processo para você criar um produto melhor para o cliente, com um custo mais cessível", sustenta.

Ele reconhece que a Academia Atletas cresceu através da inovação.

A próxima novidade, com lançamento marcado para a Feira de Negócios e Agroturismo 2019, é o projeto Tour Virtual 3D: "o cliente vai poder caminhar pela academia usando óculos de realidade virtual ou o próprio celular para conhecer o ambiente", promete.

 

Pioneirismo

A marca Atletas há tempos está presente na cabeça do público.E a expansão pelo inusitado caminho (partindo do interior para a capital) comprova que empreendedorismo, criatividade e conhecimento rompem barreiras.

A forma como a empresa nasceu e conseguiu consolidar o nome no mercado, contudo, é uma inspiradora história de superação, que soma mais de 30 anos de experiência no ramo e remonta ao advento da musculação no Sul do Espírito Santo.

Tudo começou em meados da década de 1980, com o pai de Christian trabalhando como faxineiro na primeira academia de ginástica cachoeirense, que pertencia a um parente.

"A história do meu pai é muito bacana... Por conta de uma fatalidade, para não deixar o negócio fechar, resolveu arrendá-lo, junto com um professor e a minha tia", relata Christian.

VandersonGesney Oliveira atravessou as onipresentes crises econômicas brasileiras, que lhe obrigaram, no passado, a até se transferir para a vizinha Vargem Alta. A criação do nome Atletas, porém,ocorreu no início dos anos 2000, com a academia funcionando no bairro Santo Antônio.

Agora, por iniciativa de Christian, a empresa pode se dar ao luxo de comercializar o know-how que conquistou em todo este tempo de experiência com trabalho duro no setor e visão aguçada.

Comments