Criador da Escola da Escolha dá palestra em Cachoeiro - Jornal Fato
Educação

Criador da Escola da Escolha dá palestra em Cachoeiro

O presidente do ICE, Marcos Magalhães, participou do Painel sobre Educação, nesta terça (12)


- Divulgação/PMCI

Na manhã desta terça-feira (12), profissionais atuantes no sistema de tempo integral da Secretaria Municipal de Educação (Seme) - equipe de implementação e gestores -, vereadores, pedagogos e empresários reuniram-se no auditório do Bristol Easy Hotel, em Cachoeiro, para assistir à palestra do pernambucano Marcos Magalhães, referência no país em ensino em tempo integral.

Promovido pela Secretaria Municipal de Educação (Seme) e pelo Movimento Empresarial Sul Espírito Santo (Messes), o evento Painel sobre Educação teve, também, a presença do prefeito Victor Coelho, da secretária municipal de Educação, Cristina Lens, do presidente do Messes, Luiz Carlos Nemer, e do diretor-presidente do ES em Ação, Luiz Wagner Chieppe.

"Em 2018, investimos 26,5% na Educação, um índice acima do mínimo de 25% exigido pela legislação federal. Porém, pretendemos chegar a um patamar maior, investindo não só na manutenção da infraestrutura das escolas, como temos feito nos últimos dois anos, e na aquisição de recursos tecnológicos, mas também em ações pedagógicas que melhorem, ainda mais, a qualidade de aprendizagem em nossa rede de ensino, como a implantação do projeto Escola da Escolha", ressaltou Victor Coelho, antes da palestra.

Luiz Carlos Nemer complementou, em seguida, que a introdução dessa metodologia no ensino público municipal de Cachoeiro é um marco. "Trata-se de um momento muito importante. Esse modelo vai proporcionar aos alunos da rede condições mais igualitárias de educação e maiores oportunidades de um futuro melhor", disse o presidente do Messes.

"Para mim, é um prazer enorme estar aqui, neste importante processo transformacional da rede de Cachoeiro. A Educação, costumo dizer, é uma maratona, não uma corrida de 100 metros. Também é o que costumo chamar de conjunto de 'p': professores, pedagogos, pais, políticas públicas, perseverança e paciência. E o que nós, do ICE, fazemos é juntar todas 'pernas' e transferir a elas essa vontade de perseverar, de dar continuidade. Esse é o grande desafio para preparar as crianças para um mundo cada vez mais complexo", conceitou Marcos Magalhães.

O palestrante é fundador e presidente do Instituto de Corresponsabilidade pela Educação (ICE), entidade responsável pela criação da metodologia Escola da Escolha, que já funciona em mais de 1,3 mil escolas do país e que, neste ano letivo, foi implantada na rede municipal de ensino, nas escolas Athayr Cagnin (do bairro Abelardo Machado) e Julieta Deps Tallon (do Zumbi), que contam, ao todo, com 500 alunos matriculados.

"Acreditamos nesse modelo de escola por entender que, dessa forma, mais oportunidades serão ofertadas aos alunos. Oportunidades de aprendizagem dos conteúdos conceituais, procedimentais e atitudinais. Por isso, nossa intenção é ampliar essa metodologia, em 2020, para outras unidades de ensino", salientou a secretária Cristina Lens.

Engenheiro e ex-presidente da Philips para a América Latina, Magalhães se dedica à área educacional desde 2003. Fundou o Instituto de Corresponsabilidade pela Educação (ICE), entidade sem fins lucrativos que busca a instalação de novos modelos de escola pelo Brasil, unindo empresários e poder público.

Marcos é um dos mentores do modelo de escolas em tempo integral e iniciou a experiência pelo Ginásio Pernambucano, no Recife, em 2011. Atualmente, o conceito está presente em outros estados, como Ceará, Piauí, Sergipe, Rio de Janeiro, São Paulo e Goiás.

ICE doará 600 livros à escola Athayr Cagnin

Depois da palestra, o prefeito Victor Coelho e a secretária Cristina Lens levaram Marcos Magalhães à escola municipal Athayr Cagnin. O presidente do ICE, durante a visita, elogiou as instalações internas do prédio e, na biblioteca, anunciou a doação de 600 livros, que, segundo ele, terão como foco o desenvolvimento e a fluidez de leitura dos estudantes locais. 

Disciplinas eletivas

Os 500 alunos das duas unidades de ensino inicialmente contempladas pela Escola da Escolha são atendidos com jornada escolar estendida, das 7h30 às 16h30. Além das matérias do currículo convencional, eles podem optar por disciplinas eletivas. 

De caráter essencialmente prático, essas disciplinas serão semestrais (cursadas em duas aulas sequenciadas por semana) e integrarão mais de um componente curricular. Os estudantes as escolherão a partir de um catálogo de temas propostos por eles próprios e por professores.

O encerramento de cada semestre se dará por meio das chamadas culminâncias, atividades nas quais será apresentado à comunidade escolar o que foi produzido nessas aulas, como maquetes, jornais, jogos, música, experimentos científicos e contação de histórias. 

Comments

SEE ALSO ...