Casagrande aposta em opção ao encarceramento - Jornal Fato
CANAL FATO

Casagrande aposta em opção ao encarceramento

Governador inaugura em Cachoeiro Unidade da Apac, na qual a gestão é, também, responsabilidade dos apenados


O governador Renato Casagrande participou nesta sexta-feira (6) da inauguração da unidade de Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (Apac) de Cachoeiro de Itapemirim, que fica na Fazenda Monte Líbano, localizada no distrito de Vargem Grande do Soturno, zona rural do município.

O edifício todo remodelado da associação tem 40 vagas. Já há 22 reeducandos acomodados. A metodologia é inovadora. Os agentes não usam armas e os apenados têm as chaves de todas as portas. É a primeira unidade do ES com essa rotina bem diferente dos presídios.

No dia a dia, responsabilidade e disciplina: trabalham os valores de família, religião. Os reeducando escolhem.

"A gente consegue dar essa oportunidade. Dar ocupação. Tem oficinas. As pessoas têm responsabilidade na gestão da unidade. Tem havido muito sucesso em outros estados com essa metodologia", disse, rapidamente o governador antes de se deslocar à entrega à população da obra de reforma e ampliação do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) Alto União.

De acordo com o secretário de justiça, Luiz Carlos Cruz, a Apac é mais uma opção ao sistema prisional. "Era muito focado no encarceramento. A proposta do atual governo é ser mais humanizado. A gente tem que dar oportunidade às pessoas. Há o viés social. Dando ênfase não mais ao encarceramento e sim ao tratamento penal para que os criminosos saiam de lá como cidadãos dignos, qualificados profissionalmente e, se possível, com posto de trabalho para que possamos encaminhá-los".

Ele explica que a Apac é montada pela sociedade civil, de forma voluntária. A administração é feita em parceria com o Estado.  "A disciplina é muito forte, mas é interessante que o próprio preso disciplina o preso. Um cuida do outro". 

De acordo com o secretário, Casagrande instituiu a Apac em seu primeiro governo, mas ele foi "descontinuada", nos quatro anos seguintes.  "Para construir é difícil, mas em quatro anos tudo fica em ruína. Recuperamos a primeira parte. Agora vamos recuperar a segunda, que é a parte do semiaberto. O projeto original é para 120 presos".

 

SEGURANÇA

Em outro momento de crítica ao governo que o antecedeu, Renato Casagrande relembrou a paralisação da Polícia Militar em 2017 no Espírito Santo, ressaltando que na época tanto o Governo quanto parte dos policiais erraram em suas decisões. E disse que desde 2019 está resgatando essa dignidade da PM.

 

Inauguração do CRAS

Ainda em Cachoeiro de Itapemirim, o governador Casagrande participou da inauguração da reforma e ampliação do espaço físico do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) de Alto União. A obra teve o objetivo de melhorar o atendimento das cinco mil famílias referenciadas, além das 195 famílias em acompanhamento. O espaço físico anterior não possuía as instalações adequadas, já que o prédio anterior funcionava um centro de educação infantil. Forma investidos R$ 320 mil em recursos do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (FUNCOP).

"O CRAS é a porta de entrada das pessoas que precisam da atenção do Governo. Nossa maior preocupação é a concentração de riqueza. A Assistência Social faz um trabalho extraordinário para diminuir esse sofrimento. Aqui em Cachoeiro também estamos dando ordem de serviço da ponte da usina de São Miguel, com passagem única, que foi afetada pelas chuvas. Vamos iniciar semana que vem a construção de uma ponte de pista dupla", anunciou o governador durante a solenidade.

 

Comments