Com fé no setor de rochas ornamentais - Jornal Fato
CANAL FATO

Com fé no setor de rochas ornamentais

Vitória Stone Fair é aberta e reúne 200 expositores e público estimado em 18 mil pessoas de 50 países


- Foto Ramon Barros

Uma das quatro principais feiras de rochas ornamentais do planeta, a Vitória Stone Fair começou nesta terça-feira. O evento segue até sexta (14) e reúne mais de 200 expositores, com estimativa de público de18 mil pessoas, de 50 países. O evento é realizado pela Milanez & Milaneze, empresa do Grupo Veronafiere, com promoção do Sindirochas e Centrorochas e apoio da Abirochas.

"O setor de rochas comemora ligeira alta de 2% no faturamento com as exportações brasileiras no ano passado. Após um período de retração, o segmento voltou a atingir a emblemática marca de US$ 1 bilhão no faturamento. A modernização do segmento e o constante lançamento de novos materiais tem mantido seus clientes sempre com novidades e levado, cada vez mais, as rochas brasileiras para novos mercados mundiais, avançando neste momento para o que chamamos de terceira onda, na qual as rochas são apresentadas com foco na agregação de valor. A Vitoria Stone Fair tem significativa participação na expansão do arranjo de rochas pelo mundo, pois é um evento integrador que proporciona vários links de oportunidades no setor produtivo, de consumo e ainda na especificação dos produtos, primando pela valorização da aplicabilidade das rochas naturais", avalia Tales Machado, presidente do Sindirochas.

O secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Marcos Kneip, elogiou a beleza e estrutura do evento. "A gente parabeniza os expositores, que mantiveram a data (mesmo com a desistência dos chineses, por conta do novo coronavírus) e conseguiram realizar a feira com todo o mérito. É um setor extremamente importante, com 25mil empregos diretos e mais de 100 mil indiretos. Para o secretário de Estado de Fazenda, Rogélio Pegoretti, o evento dinamiza uma atividade econômica muito importante para o Espírito Santo.

O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico de Cachoeiro de Itapemirim, Francisco Montovanelli também compareceu para ver pessoalmente a Vitoria Stone Fair e já alimenta boas expectativas para a edição cachoeirense, que ocorre em agosto.

"É uma oportunidade para colocar na vitrine internacional o que Cachoeiro, o Espírito Santo, principalmente a região sul doestado, tem de melhor na área produtiva, que é esse arranjo de rochas ornamentais".

 

Evento

O designer Ronaldo Barbosa pelo segundo ano é o responsável pela identidade visual do estande da empresa cachoeirense Marbrasa. Em 2019, ousou com painel de 25 metros quadrados, falando das rochas e das montanhas capixabas, como o Frade e a Freira e Pedra Azul. A peça, posteriormente foi decorar o Aeroporto de Vitória.

"Como a prata da casa são os mármores e granitos preto e branco. Há uma linha da arte contemporânea, a Op-Art, que trata do contraste de duas cores em formas geométricas. Me lembrei de um museu que eu havia visitado, no sul da França, do Vassarelli, que é um artista húngaro, que tinha essa fachada, com grandes círculos em preto e branco. Esse é o grande motivo desse design, em escala grande".

A diretora da empresa, Andéa Cola, explica que a Marbrasa já vem na linha de sair do estande convencional. "Nossa proposta é gerar para o cliente, o visitante da feira, uma experiência. Dele poder vir e ver nossos materiais colocados. Apostamos nos principais, que é o granito Preto São Gabriel e o mármore branco".

De acordo com a diretora da Milanez e Milanezzi, Flavia Milanezzi, o evento mostra toda a beleza e diversidade de rochas que o Brasil tem para o mundo. "As empresas se preparam muito. É uma vitrine. É uma feira na casa deles. Os lançamentos são sempre apresentados com muito carinho".

 

Comments