Um verdadeiro Natal! - Jornal Fato
Artigos

Um verdadeiro Natal!


Noite de paz, noite de amor..." é assim que começa a canção mais emblemática do calendário natalino. A canção da chegada do 'menino Jesus' nos leva a um momento terno e lúdico, ao ponto de nos apaixonarmos pela imagem do presépio (criada de forma comercial). Porém, nossa maior celebração não é a chegada do menino que fora prometido por Deus em profecias (Isaías, Davi, Jeremias, Zacarias, Daniel, Miquéias...), este tempo da concepção e nascimento é uma celebração, assim como fazemos quando passamos de ano na escola, sabendo que ainda não terminou, pois ainda há outras etapas até a conclusão. Celebramos uma etapa!
O nascimento de Jesus é o princípio de uma grande obra; NÃO TODA A OBRA! Devemos celebrar a vinda do Messias como ser humano, mas a comemoração maior está na sua ressurreição, depois que venceu o inferno e a morte (1 Cor. 15:55-57; Ap.1:12-18). Este foi o momento de natalidade universal, quando nos gerou na mesma morte e ressurreição d'Ele (Rm.6:3-8), nosso NATAL é este momento, nossa vida se inicia nesta hora; nossa data comemorativa está neste momento, quando nos transportou do império das trevas para a sua maravilhosa Luz (Col. 1:13-16). Aqui podemos ver a nossa ultrassonografia espiritual, a certidão de nascimento, o batismo e paternidade que nos presenteou.
Natal para nós é a esperança da CRUZ, quando um pecador se arrepende ou uma alma se converte a Deus através de Cristo; quando a vida renasce nas pessoas que já tinham sido dadas como mortas.
Natal é literalmente nascer; é saber que alguém chegará ou chegou para gerar alegria e esperança aos outros. Celebramos sim a chegada de Jesus, mas comemoramos muito mais a sua obra de amor, redenção e vida, que gera mais vida em cada um que o reconhece como SALVADOR.
Viva o Natal! Jesus nasceu!
Viva o Natal, pois com ELE nascemos para a glória de Deus!
Feliz Natal, pois Ele conosco está!


Leandro Vieira

Comments

SEE ALSO ...