O Estado é Laico - Jornal Fato
Artigos

O Estado é Laico


Por Rodolpho Veridiano

Nos últimos anos temos escutado a esquerda se expressar com palavras de "ordem" e de protestos, as quais merecem ser abordadas com mais cautela. Um exemplo é a expressão "FACISTA" que literalmente tem como significado um regime imposto por Mussolini, baseado em violência, censura, ausência de democracia e ditadura. Eu poderia abordar essa expressão e argumentá-la com provas concretas de que o termo "FACISTA" muito se assemelha a postura adotada por alguns movimentos estudantis de esquerda, presentes principalmente nas universidades públicas, onde oprimem estudantes que pensem diferente, expulsam esses de espaços públicos e privam seus opositores de absorverem os conteúdos em sala de aula. Quer mais autoritário do que isso? Mas ainda assim preferem chamar de Fascista quem simplesmente pensa diferente.

Coloquei o termo acima descrito apenas como exemplo, a fim de nos permitir entender como essa onda de inversão de valores tomou conta dos nossos jovens.

A frase chave para nossa reflexão nesse momento é a seguinte:  "O ESTADO É LAICO". Não tiro a razão do ESTADO ser laico. Ser Laico na verdade é não ser regido por normas religiosas especificas, e não ter religião oficial, respeitando e tolerando TODAS as formas religiosas. O Estado ser laico não significa que seus representantes tenham que ser ateus, que estejam proibidos de expressar a fé em Deus ou que tenham que se posicionar contrários aos seus princípios e valores, uma vez que foram eleitos para representar seus eleitores e, claro, o povo de modo geral. O Estado Laico não ignora a Cultura religiosa do seu povo, principalmente quando essa está presente em sua construção histórica. Imaginem se o extremismo Laicista e Ateu de esquerda exigir que cidades como São Paulo, Santa Cataria, São Mateus e tantas mais mudem de nome ou ainda que uma das 7 maravilhas do mundo, ou seja, que o Cristo redentor seja destruído. Tem lógica isso?

Laicista é o termo que se encaixa perfeitamente a esses grupos de esquerda, pois vão contra a democracia, em prol de seus próprios interesses. O laicismo é meio egoísta e não reconhece a importância do conjunto das religiões, que promovem debates e apresentam suas visões dentro de uma sociedade. Ao invés de perseguir a fé cristã, eles deveriam estar inserindo aos debates a visão de suas crenças para que a sociedade aponte o melhor caminho por meio da democracia. Na minha opinião, pregam um estado Ateu, negam a existência de Deus e querem varrer a fé em suas várias concepções dentro da sociedade.

Fiquem certos de que todo poder emana do povo, e o povo brasileiro merece o respeito, somos uma maioria e, por sua vez uma maioria cristã. Seguiremos respeitando todas as religiões, mas não permitiremos que a intolerância de esquerda retire de nós os valores culturais, históricos e sociais inseridos na história da humanidade.    

Comentários

VEJA TAMBÉM...