Eleições 2020 - Jornal Fato
Artigos

Eleições 2020


Por Rodolpho Verediano

Parece cedo para falar sobre as eleições de 2020, mas, diante tudo que temos observado, acaba ficando claro que as peças do tabuleiro já estão se movimentando de forma brusca e no sentido de preparar o terreno para o ano bissexto do século XXI.

A questão mais polêmica tratada na CMCI (Câmara Municipal de Cachoeiro de Itapemirim), no meu ponto de vista, foi o subsídio dado ao transporte NOVOTRANS em nosso município.  Vale ressaltar, contudo, que a forma como os edis votaram em relação a esse projeto foi determinante para que haja reflexão sobre nossas atitudes frente às urnas também nas eleições municipais. Até porque muita coisa ainda precisaria ser entendida e debatida para fins de maiores esclarecimentos. Desafio a população a indagar, ao vivo, nossos vereadores, questionando pontos específicos desse projetos e garanto que muitos deles ficariam sem respostas concretas, pois acredito que não houve tempo hábil para que todos pudessem votar com maiores convicções.

Já a Prefeitura Municipal de Cachoeiro de Itapemirim pode vir a ser disputada por "grupos" distintos. Em minha visão fica entendido que haverá interesse para o cargo maior do Executivo por parte do então Vice prefeito (Jonas Nogueira). Quem sabe uma última tentativa de Casteglione, uma vez que existe quem sente saudades dele. Acredito até que haja interesse por parte do atual presidente da CMCI, assim como da atual Vereadora Renata Fiório que vem se destacando entre erros e acertos, porém mais alinhada às mudanças exigidas no cenário político atual. Nada descarta a viabilidade de outras alternativas que já observaram fertilidade eleitoral. Acredito que uma outra mulher irá se lançar, rateando os votos erguidos com as políticas especificas para mulheres da então vereadora.

De toda forma, faz-se de extrema importância que o cidadão analise com muita cautela as escolhas que irão aparecer. O momento político parece apontar para uma guerra na qual querem provar quem é o "menos pior", e não é essa a ótica que precisa ser analisada por nós. Precisamos manter o foco diante de todos os escândalos que ainda estão por surgir; precisamos focar em analisar quem são as pessoas que estão no partido dos nossos candidatos, como eles pensam, quais são as suas propostas e compromissos para com o povo. Não dá mais pra votar no fulano do bairro tal, cicrano da saúde, beltrano de certo distrito pelo simples fato de serem de uma região especifica. É hora de analisar quem pensa no coletivo, pois esta muito claro que o erro que cometemos nas urnas refletem em todos os cidadãos.

Comentários

VEJA TAMBÉM...