Campanha da fraternidade 2019 - Jornal Fato
Artigos

Campanha da fraternidade 2019

Todo ano a Igreja Católica lança um tema a ser refletido durante a Quaresma


Todo ano a Igreja Católica lança um tema a ser refletido durante a Quaresma - os quarenta dias que tem início na Quarta-feira de Cinzas e termina com a Paixão de Cristo e a Páscoa. O simbolismo remete aos quarenta anos do povo judeu até chegar a Terra Prometida, os quarenta dias da profecia de Jonas em Nínive e os quarenta dias que Jesus passou jejuando no deserto, antes de iniciar a vida pública. Neste período somos convocados a jejuar - não só de alimento, mas principalmente do que nos torna escravos e que nos afasta de Deus; a praticar a oração diária - esta nos possibilita colocar Deus no centro da nossa vida; e a esmola - distribuir com os necessitados tudo o que possuímos em excesso e que não nos é mais útil, tornando-nos pessoas mais livres.

A Campanha deste ano tem como tema "Fraternidade e Políticas Públicas" e o lema "Serás libertado pelo direito e pela justiça" - a Igreja Católica pretende incentivar a participação popular dos fiéis nos Conselhos, nas Associações, nos Fóruns, nas Conferências, e em todos os espaços que buscam assegurar os direitos básicos na saúde, educação, moradia, segurança, entre outros. Enfim todos os direitos dos quais os cidadãos merecem usufruir e muitos os desconhecem. A Igreja foi feliz na escolha do tema deste ano. A mudança de paradigma depende de nós, e da possibilidade de chegarmos ao entendimento daquilo que nos compete, para tornarmos os direitos acessíveis a toda população, em especial aos carentes que sofrem as consequências de políticas excludentes, aos marginalizados. Nosso papel de cristão é de nos posicionarmos em defesa dos irmãos que estão à margem da sociedade. E a participação é com a nossa inserção em todos os ambientes que nos possibilitem o apoio e defesa dos que sofrem pela ausência ou difícil acesso às políticas públicas. O hino da campanha nos exorta a conhecer a salvação e a revelar a justiça às nações. E que nossa oração transforme tanto a vida quanto nossos atos em ações. Podemos, como cristãos libertarmos nossos irmãos pelo direito e pela justiça, na certeza que ninguém se salva sozinho. Segundo Tiago 2,18 - Tu tens a fé e eu tenho as obras; mostra-me a tua fé sem as tuas obras e eu te mostrarei a minha fé pelas minhas obras. E segundo o Papa Francisco: "a política é uma das formas mais preciosas da caridade, porque busca o bem comum."

 

Marilene De Batista Depes


Comments

SEE ALSO ...