Subida de Contarato racha aliança de Ricardo e Magno - Jornal Fato
Política

Subida de Contarato racha aliança de Ricardo e Magno

Agora, é cada um por si: a dupla percebeu que pedir reciprocamente o segundo voto para o outro, pode deixar um deles de fora


- Divulgação/Rede

O crescimento da candidatura do delegado Fabiano Contararo (Rede) faz ruir a parceria eleitoral entre os senadores Ricardo Ferraço (PSDB) e Magno Malta (PR). Agora, é cada um por si. A dupla percebeu que pedir reciprocamente o segundo voto para o outro, pode deixar um deles de fora.

São visíveis as mudanças na campanha do senador Ricardo Ferraço (PSDB), o mais ameaçado pela ascensão da terceira via. Se antes apostava na dobradinha pela reeleição da dupla, que lidera as pesquisas com Magno em primeiro, passou a ver no parceiro um adversário. "O meu foco é no Ricardo Fez, e no Ricardo faz", diz, citando seu slogan de campanha.  

Ferraço passou a pedir para si o segundo voto. Ou seja, deixa aberta ao eleitor - que elege dois - a possibilidade de votar em Magno ou Contarato como primeiras opções, mas também nele em ambos os casos, garantindo-se, assim, entre os dois eleitos.

O senador Magno Malta, também, já mudou a postura. Em evento em Vitória, pediu votos para si e o segundo, para o Subtenente Assis (PSL), e não para Ricardo, como fazia habitualmente.

Deixa, assim, de alimentar o potencial adversário, ao inflar candidatura que não representa ameaça. Magno tenta consolidar a vantagem na intenção de votos e administrar a forte rejeição - é o primeiro dentre todos.

 

Leia mais: Contarato ameaça reeleição de senadores

 

CONTARATO

Mais forte na Grande Vitória, onde é mais conhecido como o xerife do trânsito, Contarato estar é em Cachoeiro nesta quinta-feira (27), reduto eleitoral no início de carreira de seus dois adversários.

Embora tenha alcançado exponencial crescimento nas últimas três semanas, continua a pedir apenas o segundo voto, embora, caso sua trajetória ascendente se mantenha, tenha condições de chegar ao pleito como o primeiro.   

Segundo dados da menção estimulada da Pesquisa Futura, Magno Malta tem 39,4% das intenções de votos e 24,9% de rejeição. Ricardo tem 33,3%, seguido muito de perto por Contarato, que cresceu mais de 16 pontos percentuais desde o início do mês e está com 26% incluindo a margem de erro de 3,5%, é possível o cenário em que apenas 0,3 ponto percentual os separe.

Na menção espontânea, quando o nome dos candidatos não é apresentado ao eleitor, Contarato já está em segundo lugar, com 13,1%, atrás apenas de Malta (14,5%) e imediatamente à frente de Ricardo (10,1%).

Com a menor rejeição entre os três, 6,6%, o delegado tem menos resistência para avançar entre os 52,1% que se declararam indecisos. Mais rejeitado, Magno não é opção para 24,9% e em segundo também neste quesito, Ricardo não teria o voto de 14,9%.

A Futura ouviu 800 eleitores nos últimos dias 20 e 21. A confiabilidade é de 95%. A margem de erro, 3,5% para mais ou menos. O levantamento está registrado no TSE sob o número ES 000691/2018.


Wagner Santos Diretor e editor Jornalista

Comentários

VEJA TAMBÉM...