Unimed pode restringir serviços nos próximos dias - Jornal Fato
Saúde

Unimed pode restringir serviços nos próximos dias

Os atendimentos permanecem normalizados, porém, se a greve se mantiver por mais dias serviços eletivos poderão ser limitados


- Foto: Divulgação

Depois dos hospitais filantrópicos de Cachoeiro, a cooperativa de saúde Unimed Sul Capixaba pode, também, suspender serviços eletivos -  que não são de urgência ou emergência. É resultado da paralisação dos caminhoneiros, com o consequente desabastecimento que atinge todo o país. Atualmente o atendimento está normalizado, mas a situação pode mudar nos próximos dias caso a greve não cesse.

Caso isso ocorra, exames e procedimentos agendados poderão ser remarcados de acordo com a disponibilidade e viabilidade de reposição de insumos e materiais. 'Nesta situação, a Unimed Sul Capixaba entrará em contato para reagendar nova data", diz nota divulgada na manhã desta quarta-feira (30).

Segundo a cooperativa de Saúde, tais providências serão necessárias para garantir a racionalização de insumos e materiais já existentes, assegurando a assistência aos pacientes internados e possíveis situações de urgência e emergência. O desabastecimento afeta os estoques de alimentos, materiais médico-hospitalares e medicamentos.

"Até que a situação em todo o país esteja regularizada, a Unimed Sul Capixaba está atenta e adotando todas as ações necessárias para minimizar os impactos aos clientes", escrevem.

Os filantrópicos Santa Casa e Hospital Evangélico suspenderam a partir de hoje as cirurgias eletivas.

Comentários

VEJA TAMBÉM...