Ações do ônibus da Saúde têm suporte do Pop Rua - Jornal Fato
Saúde

Ações do ônibus da Saúde têm suporte do Pop Rua

As equipes do Pop Rua promovem orientações complementares sobre visita a clínicas de reabilitação


A integração permitiu ao morador em situação de rua retorno mais ágil nas necessidades em saúde

Promovidos pela prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim por meio do ônibus da Saúde, os atendimentos a moradores em situação de rua são apenas uma etapa do serviço. É que, antes e depois, esse público é acompanhado pelo Serviço de Atendimento ao Migrante e à Pessoa em Situação de Rua (Pop Rua).

O ônibus da Saúde atende a esse público sempre nas proximidades do Museu Ferroviário Domingos Lage (antiga estação), das 18h às 22h, de acordo com cronograma definido pela Secretaria Municipal de Saúde (Semus), dentro do projeto Cachoeiro+Saúde.

A última ação por ali ocorreu na última terça-feira (17). Na semana anterior a cada visita, o Pop Rua intensifica a divulgação, em abordagens e nos atendimentos feitos na sede do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), em frente à Casa dos Braga.

As equipes do Pop Rua, que inclui também profissionais de assistência social e psicologia, promovem orientações complementares sobre visita a clínicas de reabilitação e acesso a atualização de documentos pessoais e medicamentos.

O setor faz ainda, continuamente, o cadastro desse público. De acordo com Manuela Paulo Fontana, coordenadora do Pop Rua, o serviço do ônibus da Saúde já possibilitou saber as principais demandas de saúde entre os atendidos e encaminhou muitos para tratamento.

"Algumas dessas pessoas, por virem de outras cidades, têm dificuldade para encontrar os locais adequados na hora de conseguir o remédio prescrito pelas equipes. Nosso setor então, munido de informações do cadastro e com base nas abordagens, consegue orientá-los", relata.

O Pop Rua integra a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Semdes). A integração entre as equipes do setor e da Semus, por meio do Cachoeiro+Saúde, permitiu ao morador em situação de rua um retorno mais ágil para conhecer suas necessidades em saúde. 

"Eles têm agora acesso a um ciclo de atenção, que identifica uma possível doença, por meio dos testes rápidos, acompanha o andamento e retorna para consultas, sempre estimuladas nas abordagens", destaca a secretária de Desenvolvimento Social, Márcia Bezerra.

 

Ônibus visita mais duas localidades em abril

Já foram feitas 9 das 11 visitas agendadas para abril com o ônibus da Saúde. As equipes têm ainda atendimento nas localidades de São João da Lancha, dia 25, e São Joaquim, no dia 30.

O serviço oferece consultas com clínico geral e com dentista, além de antropometria (que tira medidas do paciente para acompanhamento), aferição de pressão arterial e de glicemia e os testes rápidos capazes de detectar hepatites B e C, sífilis e aids. Nos três primeiros meses do ano, mais de 1 mil atendimentos foram realizados.

Comentários

VEJA TAMBÉM...