Presidente da Feapaes é homenageado - Jornal Fato
Geral

Presidente da Feapaes é homenageado

Vanderson Pedruzzi Gaburo recebe Diploma de Menção Honrosa D. João Batista da Motta e Albuquerque


- Divulgação

A Assembleia Legislativa do Estado do Espírito Santo, por meio de seu presidente, Erik Musso, e da deputada estadual Luzia Toledo, realizou ontem, 06, uma sessão solene para celebrar os 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos. A solenidade homenageou entidades e movimentos que atuam em defesa da vida, entre eles, Vanderson Pedruzzi Gaburi, presidente da Federação das Apaes do Espírito Santo (Feapaes). Os homenageados receberam o Diploma de Menção Honrosa D. João Batista da Motta e Albuquerque. 
"Homenagear as pessoas e entidades de defesa dos direitos humanos é reconhecer uma luta diária, travar um exercício de empatia que deve transformar a vida de cada um de nós, objetivando a transformação da sociedade. Direitos humanos não podem ser apenas uma teoria. São práticas, atitudes e comportamentos que mudam a nossa maneira de pensar, de sentir, de agir, de viver. Devem ser verdadeiros para serem eficazes. Os direitos humanos correspondem ao nosso senso de justiça e à verdade inconteste de que todos somos iguais", destaca Luzia Toledo. 
A Apae é uma organização não governamental e sem fins lucrativos que há anos atende pessoas com deficiência intelectual e múltipla e suas famílias. A instituição está presente em 40 municípios no Espírito Santo, oferecendo serviços nas áreas de educação, saúde e assistência social. A luta pela defesa e garantia dos direitos dos usuários das instituições faz parte dos objetivos da Feapaes, além da educação da sociedade sobre a condição da pessoa com deficiência intelectual e sobre como inclusão, autonomia e empoderamento podem fazer um enorme impacto positivo a todos. 
"Dedico essa homenagem às pessoas com deficiência intelectual e suas famílias, a todos os amigos, colaboradores, presidentes, técnicos e voluntários que, há mais de 50 anos, lutam pelos direitos das pessoas com deficiência intelectual e fazem o movimento apaeano forte no Estado", diz Gaburo.

Comentários

VEJA TAMBÉM...