Cachoeiro pode entrar no circuito estadual de bicicross - Jornal Fato
Esportes

Cachoeiro pode entrar no circuito estadual de bicicross

Após repercussão da matéria produzida pelo Jornal FATO, a pista do bairro Village em Cachoeiro, chamou a atenção da direção da Federação


- Divulgação

Cachoeiro pode receber campeonato de bicicross em nível estadual no próximo ano, na pista do bairro Village da Luz. O assunto ainda vai ser aprofundado entre a Federação Espírito Santense de Ciclismo (Fesc) e a Secretaria Municipal de Esportes. Ambos os lados demonstram boa vontade.

Construído por um morador do bairro, que treina o filho e mais 20 crianças no local, o circuito precisa de mais estrutura para poder sediar a competição.  Entre as pendências estão gate de largada e iluminação.

A história ganhou repercussão no dia 27 de novembro, quando o jornal Espírito Santo de FATO publicou matéria em que apresentava Rafael Mozzer, 8 anos, morador do bairro e campeão do esporte. Ele é treinado pelo pai, Pardal Mozer, na pista que construiu. A repercussão chegou à Fesc, interessando a direção da federação para realizar disputas no espaço.

Os contatos iniciaram por troca de mensagens nos comentários da matéria, na Fan Page do @jornalfato no Facebook.  Para o presidente da Fesc, Sandro de Oliveira, diz que a presença de empresários e esportistas, pode acrescentar para o crescimento da estrutura no local.

Ele conta que fez o contato com a secretária de esporte da cidade, Lilian Siqueira sobre a oportunidade de acontecer o campeonato no bairro. "Ela demonstrou interesse em nome da prefeitura. Agora os projetos serão lançados e nós teremos que aguardar para que os ajustes sejam realizados. Creio que pessoas de outros lugares, vendo pessoalmente a pista, poderão se disponibilizar para auxiliar no investimento", disse.

Em nota, a prefeitura diz que a secretaria de esporte está à disposição da comunidade para realizar a competição estadual. "O local precisa de elaboração de projeto a longo prazo, para que a pista possa receber as adequações necessárias de competição desse nível. Estamos aqui para auxiliar nesse trabalho", assente a secretária Lilian Siqueira.

Pardal Mozzer diz que a expectativa com a possibilidade do evento é grande. "Em contato com atletas de estados vizinhos, contei um pouco da história. Eles se interessaram em vir participar de qualquer evento que promovermos", contou.

Além de campeonatos, as crianças do bairro da periferia têm no esporte boa opção de lazer e ocupação no período em que não estão na escola. 

Comentários

VEJA TAMBÉM...