Urbanização da orla começa com 2ª etapa garantida - Jornal Fato
Cidades

Urbanização da orla começa com 2ª etapa garantida

Hartung e Tininho assinaram ordem de serviço em Marataízes. Novo convênio vai garantir mais um trecho: recurso será depositado neste ano para a Prefeitura


Governador assina Ordem de Serviço para reurbanização da Praia Central de Marataízes e anuncia recursos para segunda etapa - Wagner Santos/Jornal Fato

Marataízes se preparou para o início da obra de reurbanização e mobilidade urbana da orla da Praia Central. Seriam os 225 metros a simbolizar a retomada da Pérola Capixaba rumo aos áureos tempos do turismo. Obra orçada em R$ 4,4 milhões, deve começar nas próximas semanas, de acordo com o prefeito Robertino Batista da Silva, o Tininho (PDT), que conceitua a obra como a realização de um sonho.

O governador Paulo Hartung foi recebido com foguetório na tarde desta sexta-feira (14), como é tradição no lugar. Mas nem os foguetes fizeram tanto barulho quanto os aplausos que seguiram ao anúncio de que, ao invés de apenas o primeiro trecho, outro mais seria viabilizado, ao custo de R$ 9,5 milhões,  que estenderá a obra da porta da Igreja Matriz de Nossa Senhora dos Navegantes até a entrada do município, pela rodovia estadual ES 490 (Cachoeiro x Marataízes).

A ordem de serviço para o primeiro trecho foi assinada pelo governador, juntamente com o secretário de Estado de Saneamento, Habitação e Desenvolvimento Urbano, Marcelo de Oliveira. Para a segunda, basta que a Prefeitura apresente o projeto para a assinatura de novo convênio que, garante o governador, o recurso será liberado ainda em sua gestão, direto para os cofres do município,  para garantir o avanço ininterrupto da construção. Caberá também à Prefeitura providenciar a licitação para a contratação da construtora.

"Me recordo bem que, ainda no meu primeiro mandato, o mar avançava de maneira inclemente sobre a cidade. Ele estava destruindo tudo. Me reuni com a comunidade em um hotel onde discutirmos solução para este desafio imposto pela natureza. Contratamos um instituto que veio trabalhar aqui e moldou esse protejo de proteção e engordamento da Praia Central. Colocamos de pé a obra. Hoje estamos dando dois passos", anunciou Paulo Hartung.

Na região contemplada, de 225 metros, na orla, serão instalados dois quiosques e construídos ciclovia, calçadão, calçada cidadã, além de ser feita a revitalização de uma praça.

"A primeira vez que conversei com o prefeito, me apresentou o projeto e levei para o governador. Ele me disse para avisar que não tínhamos condições de fazer com o valor todo, na época, mas deu a palavra de que assim que pudéssemos faríamos o restante do convênio. Administração pública não pode dar passo maior que a perna. Mas o governador Paulo Hartung dá o passo do tamanho da perna", destacou o secretário Marcelo de Oliveira.

A Ordem de Serviço consiste em reurbanização e melhoria da mobilidade urbana na orla da praia na Avenida Atlântica (6.419,70m²) e Praça Ricardo Gonçalves (6.898,52m²), sendo faixas elevadas nas ruas Jamil Cade (119,21m²), Mimoso do Sul (102,57m²) e Mario Rezende (94,63m²), e nas avenidas Miramar (1.768,91m²) e Governador Lacerda de Aguiar (132,71m²).

 

Emoção

A autorização da obra emocionou o presidente da Câmara, Willian Duarte, que lembrou os verões que passou picolés e salgados que sua mão fazia na Praia Central. "O último verão de praia grande foi em 1994, antes da maré tragar nossa orla. O governador fez a obra para engordar a faixa de areia e agora, junto com o prefeito, fará a reurbanização. Marataízes vai voltar aos tempos áureos".

Já  hoteleiro Peter Andrade Mileipe, dono de tradicional hotel fundado há 100 anos, diz que Marataízes viveu dias de pesadelo, mas que a obra vai mudar isso e fazer de Marataízes um lugar melhor.

Comentários

VEJA TAMBÉM...