Serra das Torres, Sul do Espírito Santo - Jornal Fato
Artigos

Serra das Torres, Sul do Espírito Santo

Olhem que paisagem especial ; quase todos a desconhecemos. É a Serra das Torres, que abrange os vizinhos municípios de Atílio Vivacqua, Muqui e Mimoso do Sul


Olhem que paisagem especial essa do Sul do Espírito Santo; quase todos a desconhecemos. É a Serra das Torres, que abrange os vizinhos municípios de Atílio Vivacqua, Muqui e Mimoso do Sul.

Cleverson Zambon manda avisar que essas imagens tão próximas, fazem parte do Patrimônio do Monumento Natural Serra das Torres e que já há muita gente pedalando lá. O Sul do Espírito Santo tem muitas maravilhas esperando que nós as descubramos. Aí está uma delas, linda. (Imagens do site http://www.serradastorres.com).


O Livro do Polivalente do Aquidabã - II

Há quase um mês fiquei encantado com o projeto do Polivalente do Aquidabã, que se engajou na produção de um livro de crônicas de 60 alunos de lá, entre 15 e 17 anos.

Como se sabe, e é bom repetir, para que o livro seja publicado é preciso que se feche uma corrente de contribuição que deverá alcançar R$ 15.000,00. Eles já terão chegado a uns 12 ou 13 mil reais quando esta crônica chegar às bancas; têm até o dia 19 de dezembro para completar o financiamento cidadão. Conseguirão.

Vi algumas crônicas que serão publicadas. Excelentes, contribuirão para mostrar que Cachoeiro é realmente a Capital Nacional da Crônica, não sendo mera coincidência aqui ter nascido o maior de todos os cronistas do Brasil - Rubem Braga, claro.

Tudo foi e continua sendo encantamento para mim - nunca tinha visto igual. Direção e professores muito interessados e a estudantada, quase criançada, enchendo o auditório do Colégio, demonstrando alegria e contentamento que acabam por reavivar em nós, mais velhos, esperança de que o Brasil tem jeito. Basta o incentivo dos mais velhos a essas crianças que dão os primeiros passos sobre a realidade. Ou você não sabe que começar a escrever crônica é o primeiro passo para entender as boas e, muitas vezes, duras coisas da vida? Quem acerta numa crônica tem maior chance de acertar na vida - não há coisa melhor para isso.

Mas não é disso que quero falar. Quero falar é de quem estava lá - bobos é que não são - e, graças a Deus, é gente de sensibilidade. Entre tantos, estavam Secretária Estadual de Comunicação, cachoeirense Andréia Lopes; o Secretário Estadual de Educação, castelense Haroldo Rocha e o Presidente do Banestes, Michel Sarkis, todos "deixando" suas responsabilidades lá de Vitória, atraídos pelos bons ventos que o Polivalente do Aquidabã mandava para fora de Cachoeiro. Andréia chorou de emoção, recordando tanta coisa boa do seu passado em nossa terra, Haroldo Rocha, mandou-nos discurso (melhor, oração) homenageando escola, direção, professores e alunos por trilharem, quase que como pioneiros, a estrada diferente que vai dar no livro de crônicas das crianças. Coisas belas, vocês lerão. E o Banestes, pelo presidente Michel Sarkis, fez sua parte. Dobrou a aposta e disse para os responsáveis pelo livro - Esse livro de crônicas nós estamos bancando inteiro, completem o financiamento cidadão do outro - vocês estão quase chegando lá - é nossa homenagem a vocês que começam a palmilhar o futuro.

De minha parte, só apareci lá e, nem sei porque, me encarregaram de prefaciar o livro de crônica. Vou ver se consigo estar à altura de tanta coisa boa, de tanta gente de bem, de tanta esperança por um Brasil melhor.

(Quem quiser colaborar entre R$ 10,00 e R$ 300,00, ou mais, e só entrar na página https://www.catarse.me/livroelugardefala e... colaborar - é fácil).

 

Leia mais

Em Defesa de Magno Malta


Higner Mansur Advogado, guardião da cultura cachoeirense e, atamente, vereador

Comentários

VEJA TAMBÉM...