Generosidade. - Jornal Fato
Artigos

Generosidade.

Existe coisa melhor do que passar a vida fazendo de corpo e alma tudo o que sempre acreditou?


"Um campeão não é feito de músculos. É feito de coração". Ouvi essa frase recentemente num filme baseado em fatos reais sobre uma menina negra, pobre e talentosa que sonhava em ser ginasta, que venceu dificuldades e fez tudo certo.

Treinou intensamente, ganhou massa muscular, venceu muitas competições, mas se lesionou e perdeu a confiança para competir numa olimpíada no pós-rompimento do tendão. O técnico insistia que não adiantava tudo que havia conquistado, se não colocasse o coração em cada gesto. Se não acreditasse. 

Moral da história. Foi a primeira atleta do seu país a conquistar medalha de ouro tanto individualmente quanto em equipe. Mas quase desistiu do sonho por causa de um tropeço. Do filme venho para o mundo real e ouço o meu pai, que conta muitas histórias e é leitor assíduo de livros e jornais, falando que foi uma das poucas crianças da comunidade em que morava que sabia ler e escrever. Tentava ensinar aos amigos, mas pouquíssimos aprenderam.

Por essa habilidade, logo era chamado em todas as casas sempre que chegava uma carta ou fosse necessário ler qualquer coisa. A demanda era tanta que alguém sugeriu que ele deveria cobrar, que não devia fazer aquilo de graça, já que todo mundo pagaria o preço que ele cobrasse. Nem que fosse uma galinha ou um porco, algum lucro teria que ter

(naquele tempo já tinha mercenários, comentou).

A resposta dele foi que o avô, por quem foi criado, disse que tudo o que a gente recebe de bom deve ser compartilhado. Que todos precisam ser generosos para tornar o mundo melhor. E que ele jamais cobraria para fazer algo que não custou nada e que fazia com alegria e prazer. Nunca tinha ouvido desse conselho do meu bisavô. Mas meu pai, com toda a falta de jeito para demonstrar afeto através de abraços e beijos, na prática, é pura generosidade e desprendimento. 

Foi e é generoso desde que me entendo por gente. Não escapou dos apelidos de bobão e pessoa sem visão de futuro. O incentivo para ser esperto e tirar vantagens em muitas situações continuou sendo dado, mesmo na vida adulta. Homem bem sucedido é o que passa a perna em todo mundo, entende parcela da população. Mas o que é ser bem sucedido?

Uma coisa é certa. A generosidade o fez uma pessoa confiável e respeitada. Provavelmente com menos dinheiro que merece, após uma vida toda de muito trabalho. Nada diferente da maioria dos aposentados brasileiros. Tem amigos de todas as idades no bairro, na igreja, no sítio e na feira que frequenta. E a generosidade é de fato uma característica nata dele.

Realmente um campeão não é feito de músculos. É feito de coração. E de desprendimento e empatia. Quando aprendermos a nos colocar no lugar do outro, o sucesso não será garantido. Nem a aceitação da sociedade. 

Mas existe coisa melhor do que passar a vida fazendo de corpo e alma tudo o que sempre acreditou? 


Comentários