Quando esse dia chegar - Jornal Fato
Artigos

Quando esse dia chegar

A vida se vai, a vida não para, mas chega uma hora que a vida acaba


Os dias se passam e não percebemos o quanto. A vida se vai, a vida não para, mas chega uma hora que a vida acaba.

Tudo começa com uma esticadinha daqui, outra espichadinha dali, a formação de todo o nosso ser no ventre, nossa total dependência - e então nascemos.

A altura começa a nos faz alguém maior a vista de todos, damos os primeiros passos de muitos, e ganhamos as primeiras raladas da vida. Nossa voz começa a ser ouvida, nos tornamos independentes, aprendendo de tudo, sem conhecer, de fato, o mundo lá fora. Nosso corpo ganha forma e os genes herdados começam a aparecer mais acentuadamente, nossa vida conquista ainda mais vidas - e todos percebem o quanto estamos crescendo.

Estudamos, perdemos, vencemos, choramos, sorrimos e conquistamos, sempre passando por novas experiências. Temos vontade de viajar e apenas aproveitar a vida, sem pensar nas consequências, estar perto de quem amamos e ter tudo o que sonhamos com o estalar de dedos. Nessa fase, os sentimentos sempre se afloram com mais fervor -as velinhas do bolo vão se acrescentando, e os anos vão se passando.

Passamos a sonhar com novos projetos, trabalhamos pelos nossos objetivos e sempre temos novas preocupações na mente, almejamos coisas maiores, e passamos a não nos ver sozinhos, uma família queremos formar, ou então na companhia de boas pessoas queremos sempre estar - é nesse momento em que geramos sonhos e vidas.

E então os fios se tornam cada vez mais alvos, ganhamos mais experiências, mais peso ou então entramos na academia, a pele deixa de ser tão novinha, o metabolismo fica mais lento e começam a aparecer as ruguinhas - nesse tempo a idade quer ser esquecida, e a vida, de pressa, precisa ser mais bem vivida.

O tempo passa e as lembranças começam a ser mais bem recordadas, mesmo que muitas já estejam esquecidas. As pessoas e os lugares vistos apenas nas fotos antigas, as histórias a serem passadas, as receitas, os erros, os acertos, as tragédias e os amores também. E então chega a hora de nos preparamos para, deixar a vida com os que a iniciam agora e, descansar no leito eterno de infinda paz -e assim, sem perceber o quanto já vivemos, envelhecemos, morremos.

- Tudo ao nosso redor parece estar do jeito que sempre foi, até que paremos e lembremo-nos que a vida se foi. Que a vida passou, voou e não parou. E o que restou? Resta a você decidir o que restará. Resta a você decidir quais memórias deixará, quando esse dia chegar.

 

Comentários

VEJA TAMBÉM...