Prefeitura cancela licitação do estacionamento rotativo - Jornal Fato
Política

Prefeitura cancela licitação do estacionamento rotativo

Cachoeiro de Itapemirim está sem rotativo desde o dia 23 de março de 2016


Foto: Arquivo/Fato

A Prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim decidiu cancelar de vez a licitação para escolher a empresa que irá retomar o estacionamento rotativo na cidade, desativado em março de 2016.

Com a decisão, o processo de escolha da empresa que irá implantar e gerenciar o estacionamento rotativo na cidade volta à estaca zero e um novo edital de licitação será lançado.

A meta do município, segundo informou o secretário de Desenvolvimento Urbano, Jonei Petri, é finalizar o processo até o final de 2018.

A atual licitação estava suspensa desde abril deste ano pelo Tribunal de Contas do Espírito Santo (TCE-ES), que apontou erros no edital. De acordo com Jonei, o motivo de cancelar o processo todo é exatamente evitar uma demora ainda maior.

"O Tribunal de Contas fez algumas pontuações e respondemos. Depois fez outros questionamentos. Então para não ficarmos nesse debate, uma vez que cada resposta demora de 20 a 30 dias, resolvemos cancelar para ganhar tempo", ressaltou.

O novo edital, que deverá ser publicado nos próximos dias, já atende algumas recomendações apresentadas pelo Tribunal de Contas.

Uma delas, por exemplo, é que o edital anterior previa que a empresa tivesse experiência em prestação de serviço de estacionamento rotativo em área pública, enquanto o TC-ES pontuava que poderia ser também experiência no setor privado, como, por exemplo, em estacionamento de shoppings.

Cachoeiro está sem rotativo desde o dia 23 de março de 2016. Na ocasião, o município suspendeu o serviço atendendo notificação do Ministério Público Estadual, que questionava o fato de não ter havido licitação na escolha da empresa que gerenciava o estacionamento na época.

Atualmente não há cobrança de estacionamento e cresce a ação de flanelinhas em vários pontos da cidade.

Comentários

VEJA TAMBÉM...