Haroldo assume como número 2 no MEC - Jornal Fato
Política

Haroldo assume como número 2 no MEC

É o terceiro capixaba a assumir o posto de número 2 em ministérios de Michel Temer


Hartung anunciou a saída de Haroldo e a entrada do professor Aridelmo Teixeira na Sedu

O economista Haroldo Corrêa Rocha deixa comando da Secretaria de Estado Educação (Sedu) cargo que ocupava desde o início de 2015, para assumir a secretaria executiva (vice-ministro) do Ministério da Educação (MEC). Em seu lugar, assume o professor Aridelmo Teixeira, que é doutor em Controladoria e Contabilidade e cofundador da Fundação Instituto Capixaba de Pesquisas em Contabilidade, Economia e Finanças (Fucape Business School). O anúncio foi feito ontem pelo governador Paulo Hartung (MDB).

"Estamos atendemos uma missão em visão ao interesse do País. Enquanto isso, no Estado, optamos pelo professor Aridelmo Teixeira que tem uma visão gerencial correta e, pela questão da implantação da Escola Viva. Está integrado à Sedu. Ele demonstrou vontade pessoal de ocupar o cargo de secretário, o que considero importante. Esse brilho no olho é fundamental para encarar o novo desafio", opinou Paulo Hartung.

Convidado pelo ministro da Educação, Rossieli Soares da Silva, Haroldo é o terceiro secretário do Espírito Santo cedido para o Governo Federal para atuar como secretário-executivo de um Ministério. A economista Ana Paula Vescovi ocupa, atualmente, o cargo no Ministério da Fazenda e Márcio Felix, no Ministério de Minas e Energia.

 "Indo para o MEC, dou mais um passo na realização do meu 'Projeto de Vida', como diria os estudantes da Escola Viva, que é contribuir para que o Brasil possa propiciar uma educação pública de alta qualidade para todos os brasileiros. Há muito a ser feito, é um grande desafio, mas estou energizado com o processo de mudança que implementamos com a Base Nacional Comum Curricular e o Novo Ensino Médio. Temos um processo em curso, mas precisamos consolidar e transformar a educação brasileira, fazendo uma nova escola, que seja compatível com a juventude de hoje, com seus sonhos e seus desejos. Estou muito honroso pelo convite e quero dar minha contribuição com muito orgulho", contou Haroldo Rocha.

Dentre os programas implantados na Educação do Estado, o Espírito Santo se destaca com: a Escola Viva, que já conta com 32 unidades, ofertando 20 mil vagas em tempo integral para os jovens capixabas. O programa Jovem de Futuro, que visa a melhoria do desempenho educacional dos alunos do Ensino Médio da rede pública nas escolas de tempo parcial. E o Pacto pela Aprendizagem no Espírito Santo (Paes), que promove por meio do regime de colaboração, entre Estado e municípios, a melhoria da oferta e da qualidade da educação infantil.

"A plataforma do Governo do Estado desde início foi a Educação. Trabalhei na implantação do programa Escola Viva, no qual hoje dedico entre 40% e 50% do meu tempo. Visitamos as escolas e vemos o esforço de todos, professores, famílias e comunidade, para a melhoria da educação pública. Vamos dar continuidade ao trabalho desenvolvido por aqui. Só a educação é capaz de transformar a sociedade", ressaltou o novo secretário estadual Aridelmo.

Comentários

VEJA TAMBÉM...