Ex-prefeito de Vitória defende reformas para o Brasil - Jornal Fato
Política

Ex-prefeito de Vitória defende reformas para o Brasil

O ex-deputado federal Luiz Paulo Vellozo Lucas (PPS) esteve ontem em Cachoeiro para uma roda de conversa


Luiz Paulo Vellozo Lucas esteve em Cachoeiro ontem para roda de conversa com lideranças

O ex-deputado federal Luiz Paulo Vellozo Lucas (PPS) esteve nesta quinta-feira (07) em Cachoeiro de Itapemirim para uma roda de conversa em restaurante da cidade. O político, que administrou Vitória, a capital do Espírito Santo, na década de 1997 a 2005, pretende ser candidato a deputado federal e percorre os municípios onde tem condições de formar núcleos que sustentem sua pretensão.

Cachoeiro, encontrou apoio no ex-prefeito Roberto Valadão (MDB), a quem diz admirar por ser referência moral pelas práticas, modelo de político que, assevera, é o que o Brasil necessita. "que tenha vocação, princípios, ideais e amor à pátria".

Luiz Paulo percebe a desilusão popular com a política, crescente com a sucessão de escândalos que envolvem políticos de quase todos os partidos, mas também encontra alento nos eleitores que lembram seu período à frente da prefeitura da capital e pedem seu retorno.

Ante o quadro de polarização de extremos que se instalou no país, e o clamor recente por intervenção militar, que ganhou os holofotes durante a paralisação dos Caminhoneiros, é taxativo. "Não há caminho que não seja pela democracia. Não tem salvador da pátria".

O político analisa que a realidade política brasileira só ocorrerá com a mudança da sociedade, mas elege as reformas estruturais do país - como tributária e federativa, por exemplo - como fundamentais, mas avalia que só serão feitas "com muito diálogo".

Com vocação municipalista, entende que as prefeituras necessitam ter maior protagonismo na operação das políticas públicas. "A cada 10 reais de tributos federais que o Espírito santo envia a Brasília, só voltam seis", exemplifica.   

De sua parte, garante que, se candidato, fará campanha propositiva, e acordos, apenas políticos, distante das práticas de compra de votos e lideranças políticas. "Entendo a política como a conversa sobre nossos interesses comuns".

Suas andanças pelo interior são para conversar com as pessoas e lideranças que poderão ajudar a construir seu mandato, embora reconheça que a maior parte de seu eleitorado está na Grande Vitória.

 

Comentários

VEJA TAMBÉM...