Acusado de matar pedreiro em Cachoeiro é preso na Bahia - Jornal Fato
Polícia

Acusado de matar pedreiro em Cachoeiro é preso na Bahia

principal motivo para o crime foi um relacionamento extraconjugal entre o pedreiro e a mulher do acusado.


Gilberto Conceição Santana

Dois anos após ter assassinado o pedreiro Jacy Henrique da Silva, na época com 65 anos, em Cachoeiro de Itapemirim, o acusado, Gilberto Conceição Santana, foi preso no mês passado, em Feira de Santana, na Bahia.

A notícia foi recebida pela família neste domingo (8), que disse estar aliviada com prisão de Gilberto. "A sensação é de sentimento de justiça, sentimento de alívio em saber que ele vai pagar pelo crime brutal que cometeu. Nada vai trazer o meu pai de volta, mas com certeza haverá paz em nossos corações", disse a filha da vítima.

Gilberto matou o pedreiro no dia oito de julho de 2016, na localidade do Timbó, interior do município. Jacy foi assassinado a golpes de foice, e morreu no local, em frente à casa onde morava.

Vítima e acusado eram vizinhos e constantemente se desentediam. O principal motivo para o crime foi um relacionamento extraconjugal entre o pedreiro e a mulher do acusado.  

Gilberto, dias após o crime, foi ouvido pela Delegacia de Crimes Contra a Vida e confessou ter matado Jacy. Ele foi liberado após ser ouvido já que não houve flagrante. Para o delegado, ele chegou à informar que a vítima teria oferecido balas à sua filha, na época com seis anos, em troca de sexo, o que foi descartado pela polícia. A ex-mulher do acusado costumava fazer programas, e a vítima, seria um possível cliente.

A prisão

O acusado foi detido após uma jovem, de 20 anos, ser morta a tiros e a irmã dela ficar ferida, no dia 11 do mês passado, no bairro Mangabeira, em Feira de Santana.

Gilberto não teria relação com o crime, mas morava com as irmãs e era companheiro de Lavínia Souza do Carmo, que foi assassinada. A motivação do crime teria sido o envolvimento da irmã da jovem, baleada na perna, em uma discussão no bairro onde morava. Lavínia teria defendido a irmã dos disparos, e acabou baleada no peito, morrendo na hora.

Após as apurações sobre o assassinato da jovem, a polícia descobriu que contra Gilberto havia um mandado de prisão em aberto por crime de homicídio no Espírito Santo.

Ele continua preso no Complexo Policial, em Sobradinho, Feira de Santana. A Polícia Civil ainda não sabe quando a transferência de Gilberto será feita para um presídio do Espírito Santo.   

Comentários

VEJA TAMBÉM...