Cachoeirenses Ausente e Presente recebem homenagens - Jornal Fato
Festa de Cachoeiro

Cachoeirenses Ausente e Presente recebem homenagens

O advogado e a jornalista foram recebidos por autoridades políticas da cidade, familiares, amigos e diretores do Centro Operário


O advogado José Eduardo Coelho Dias e a jornalista Regina Celi Monteiro foram recebidos no Centro Operário do município - Foto: Rafaela Thompson

O renomado advogado José Eduardo Coelho Dias, eleito Cachoeirense Ausente Nº1 e a jornalista Regina Celi Monteiro, eleita Cachoeirense Presente, receberam homenagens no Centro Operário e de Proteção Mútua, em Cachoeiro de Itapemirim, na tarde desta segunda-feira (25).

O advogado e a jornalista foram recebidos por autoridades políticas da cidade, familiares, amigos e diretores do Centro Operário durante a cerimônia que é considerada a abertura oficial da Festa de Cachoeiro.

No evento, foi contada brevemente a história do município e sobre os ilustres nomes que já receberam o título mais seleto da cidade.

A mesa foi composta por Victor Coelho, prefeito do município; Rogério Machado, presidente do Centro Operário; José Eduardo Coelho Dias, Cachoeirense Ausente e sua esposa Kátia; Regina Celi Monteiro, Cachoeirense Presente; e Marília Vilela Medeiros; Já eleita Cachoeirense Presente.

Ainda na ocasião, poesias de Newton e Rubem Braga foram lidas para os homenageados.

"É uma sensação incrível. Estou hoje representando os cachoeirenses que foram em busca do mundo, por que o cachoeirense é assim, aventureiro, sonhador, quer ir além. É muito bom fazer parte deste grupo, acho até que não mereço, uma emoção e honra que não há como descrever", disse José Eduardo.

O advogado se emocionou ao falar da alegria que teve em receber o título no mesmo ano em que é homenageado o músico Raul Sampaio Cocco. "Receber este título no mesmo ano em que Raul é o homenageado da cidade, não tem preço, é uma honra muito grande. Grandes nomes já foram escolhidos, mas o de Raul, me deixa honrado".

"Eu saí de Cachoeiro, mas Cachoeiro nunca saiu de mim, e, como disse Rubem, modéstia à parte, sou de Cachoeiro do Itapemirim", finalizou.

Já Regina, conhecida por seu sorriso largo, não escondia a emoção de receber o título que representa todos os moradores da Capital Secreta do Mundo.

"Representar quem fez esta cidade crescer, é um orgulho imenso, diria até, que não há como traduzir em palavras. Ser cachoeirense, de origem ou coração, é questão de alma, e viver e sentir essa cidade, cheia de tradições e história. Receber este título é uma coisa muito séria e especial, não há como descrever", contou a jornalista. 

Os títulos que foram criados por Newton Braga, afim de homenagear os conterrâneos que partiram mas que nunca esqueceram suas raízes, fazem parte da programação da Festa de Cachoeiro desde 1938.

Comentários

VEJA TAMBÉM...