Que tal um mouse vertical em forma de cone? - Jornal Fato
Fato Inovador

Que tal um mouse vertical em forma de cone?

Parece brincadeira de designer, mas é um projeto sério. Em breve teremos o Cone, um mouse em forma de cone


Parece brincadeira de designer, mas é um projeto sério. Em breve teremos o Cone, um mouse em forma de cone. 


Mouses de computador verticais não são novos no mercado, mas ainda não havia nada parecido com esse estiloso Cone.


O designer criou uma coisa simples e funcional que pode salvar o usuário da Síndrome do Túnel do Carpo, que é uma condição clínica que provoca dor, dormência, formigamento e outros sintomas na mão, dedos, pulso e antebraço. Essas alterações neurológicas decorrem da compressão de um nervo no punho, decorrente do uso prolongado do mouse. 


O Cone tem uma grande área de superfície e seu scroll (rodinha de cima do mouse) está convenientemente sob o polegar.

Cada solução de design desse "mouse vertical" foi pensada para proporcionar uma experiência confortável, contínua e veloz ao usuário.


O McLaren mais rápido da história 1

A fabricante de automóveis britânica McLaren distribuiu novas imagens teaser (prévias) do Hypercar BP23 Hyper-GT, cuja estreia oficial está prevista para este ano. Segundo os desenvolvedores, a novidade será o carro mais rápido da história da montadora. 

 O McLaren mais rápido da história 2

A fabricante de supercarros disse ainda que o novo representante de sua série Hyper-Car, a Ultimate Series, chamada Hyper-GT, terá uma velocidade máxima de mais de 391 km/h. A potência total pode exceder 900 cavalos.

 

O McLaren mais rápido da história 3

Um layout híbrido é esperado, com um motor de combustão interna, que pode ser um motor V8 turbo de 4,0 litros, e um motor elétrico adicionado a ele. A empresa diz que não haverá versões de pista, nem conversível, apenas um cupê.

 


Mindset: De Nei Matogrosso a Pabllo Vittar

 

Já escrevi aqui sobre mudança de Mindset e traduzi a expressão como o conjunto das atitudes mentais que o Empreendedor, de tempos e tempos, precisa mudar.

Bem, eu tinha 9 anos em 1973 e via, no Chacrinha, o Nei Matogrosso a bordo da sua Banda Secos & Molhados jogando por terra o que ainda restava do comportamento masculino padrão, que os anos 60, nos rebolados de Elvis, começou a fazer ruir.

Era uma revolução. Os "coroas" viravam a cara em desaprovação, mas o Nei cantava pra caramba.

Uma vez, um Show de Calouros da TV, que não me lembro qual, esteve em Cachoeiro para uma apresentação e fez uma prévia na minha Escola Inah Werneck, no Aquidaban, que estava em festa e, coincidentemente, programava um show de calouros. Fui escolhido para representar os alunos no corpo de jurados, ao lado dos famosos da televisão. Três dos meus cinco melhores amigos da época, Pedrinho, Vladimir e Sebastião fizeram um cover do Secos & Molhados e venceram. Eu posso ter dado nota 10 para eles e 9 para os outros concorrentes... Não me lembro, eu tinha 9 anos. kkkk

O Pabllo Vittar não chega aos pés do Nei Matogrosso. Eu não gosto. Mas é uma boa oportunidade para revermos conceitos remanescentes lá dos anos 70. Manter uma mentalidade preconceituosa é péssimo para os negócios, a criatividade e a liberdade de expressão. O novo sempre vence.

 

Joaquim Neiva é Jornalista e Gestor de Marketing Digital e Mídias Sociais na Empresa Fazejamento Digital. (WhatsApp: 28 98814-6228)


Porque o seu cliente não compra de você?

 

Provavelmente você já se perguntou por que existem pessoas que vão até a sua loja, ou estabelecimento comercial, ou acessam o site da sua empresa, apenas por visita, sem comprar absolutamente nada.

A causa disso não poderia ser discriminada, pois trata-se de uma relação pessoal, subjetiva, mas existem diversos fatores que podem contribuir para que isso aconteça. O mais importante é você ter em mente que existem pessoas que são excelentes consumidores, mas que também existe um grupo de pessoas, este com um número bem maior, que não são compradores. E este grupo tem variadas razões para não realizar a compra no momento.

- Eles não possuem dinheiro para fazer determinada compra;

- Eles não são os principais tomadores de decisões das compras que realiza

- Eles não estão prontos para fazer a compra;

- Eles não obtiveram todas as informações necessárias para efetuar a compra;

- Esse pode, simplesmente, não ser o momento para que eles possam comprar.

Sempre tenha consigo a perspicácia para saber com qual tipo de consumidor você está lidando. E, com isso, faça uma análise e descubra em qual dos cinco tipos de compradores ele se encaixa para que você elabore uma boa estratégia de venda.

 

OS TIPOS DE COMPRADORES QUE VÃO ÀS LOJA SÃO:

1- O que compra por necessidade: esse tipo de comprador sempre tem um problema que precisa resolver. Esse é o motivo que leva as pessoas a comprarem qualquer coisa, apenas para resolver esse "problema". Ele tem a urgência de comprar. Eles não vão querer que você chegue dando informações sobre o produto, eles querem que você vá até eles com a solução.

2- O que barganha pelo preço: esse é aquele tipo de comprador que vai sempre em busca de uma oportunidade. E essa oportunidade tem que ser "especial", de modo que não seja nada caro e um dos dois lados sairá perdendo dinheiro para que essa pessoa saia da loja feliz. Falou em desconto, os olhos desse consumidor chegam a brilhar.

3- O que compra por impulso: esse é o comprador que, num primeiro momento, está desinteressado, mas do nada, decide que precisa comprar algo e pra agora. Ele não tem nenhum problema para resolver, apenas matar a vontade de comprar alguma coisa. E isso, só comprando mesmo.

4- O que tem curiosidade: esse tipo é aquele que está apenas observando o produto, lendo sobre ele. Afinal de contas, está esperando pela chegada de alguém e, para passar o tempo, decide ver os produtos nas lojas. Pode até perguntar por um produto, mas não vai comprar nada!

5- O que compra num determinado período: esse tipo de comprador é aquele que compra com um período de tempo estabelecido. Trocam de carro de 2 em 2 anos, a televisão de 5 em 5 anos. Está fazendo compras sempre num determina período.

Independentemente do tipo de consumidor que você está lidando, é você, vendedor, quem faz a venda. O cliente estará em seu controle e o que você tem que fazer é passar confiança para ele.

Análise o motivo pelo qual as pessoas não estão comprando com você.

 

Cleiton Martins é especialista em vendas online

Comentários

VEJA TAMBÉM...