Governo autoriza obra do porto da Imetame Logística em Aracruz - Jornal Fato
Estadual

Governo autoriza obra do porto da Imetame Logística em Aracruz

A previsão do investimento é de cerca de R$ 590 milhões e geração de cerca de 900 empregos no pico da construção


O Governo do Espírito Santo assinou nesta quinta-feira (19) a licença de instalação do novo projeto da Imetame Logística em solenidade realizada no Palácio Anchieta, em Vitória (ES). A Imetame é uma das 27 associadas da Associação de Terminais Portuários Privados (ATP) e irá desenvolver o projeto de um terminal marítimo (foto) em Aracruz (ES) para o fornecimento de equipamentos e serviços para o setor de Petróleo e Gás. 

A previsão do investimento é de cerca de R$ 590 milhões e geração de cerca de 900 empregos no pico da construção. A estimativa de implantação do novo terminal, localizado em Barra do Riacho, é de dois anos.  A área licenciada pelo Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Espírito Santo (Iema) é de 495 mil metros quadrados e com expansão futura poderá chegar a 755 mil metros quadrados.

 De acordo com o diretor Comercial da Imetame, Anderson Carvalho, foi necessária uma adequação no projeto para englobar ainda a prestação de serviços logísticos que envolvem off-shore, carga geral, contêineres e granéis sólido, líquido e gasoso. "Nossa decisão foi criar uma oportunidade sustentável do empreendimento para a comunidade e para a economia", conta Carvalho. O porto da Imetame consolidará Aracruz como um polo portuário capixaba. 

Para o diretor-presidente da ATP, Murillo Barbosa, a autorização do projeto representa um grande avanço para os planos empreendedores de adensamento econômico da região por meio do investimento privado. "Iniciativas como essa movimentam a economia local e regional, permitindo grande aporte de recursos, geração de emprego e renda e ainda reforçam a tendência da criação de grandes complexos portuários privados como alternativa para o desenvolvimento dessas regiões", avaliou.

 

Sobre a ATP

A Associação de Terminais Portuários Privados (ATP) foi criada em 2013 e representa, atualmente, 27 terminais de uso privado do País (TUPs). As empresas que fazem parte da ATP respondem por cerca de 60% da movimentação de cargas marítimas brasileiras e são responsáveis pela geração de cerca de 47 mil empregos diretos e indiretos. A ATP atua em prol da modernização do setor portuário brasileiro e da criação de um ambiente favorável ao investimento. A sede da entidade fica em Brasília. Mais informações:www.portosprivados.org.br.

Comentários

VEJA TAMBÉM...