Esportes

Cachoeirense busca sexta vitória em evento nacional

Com a nova vitória, o boxeador espera chegar mais perto do seu objetivo final: conseguir viver de boxe nos Estados Unidos


Leonardo Terremoto luta hoje para se manter líder nacional na sua categoria (Fotos: Divulgação)

O boxeador cachoeirense Leonardo Rufino - o Leonardo Terremoto - participa hoje do "Fight Clube", evento nacional que tem a participação da Confederação Brasileira de Boxe. Leonardo Terremoto vai em busca da sua sétima vitória, o que pode mantê-lo como líder nacional na categoria Mosca Ligeiro.

 

Aos 27 anos, o cachoeirense tem treinado todos os dias com o treinador Antonio Mendonça, que já treinou também os campeões Yamaguchi Falcão, que conquistou medalha de bronze no boxe para o Brasil nas Olímpiadas de Londres, em 2012. Os treinos são realizados na academia Grace Barra, em Cachoeiro de Itapemirim (ES).

 

"Como estou treinando muito, eu espero mais uma vitória por nocaute, no máximo no terceiro round", afirma Leonardo Terremoto, que começou a lutar há quatro anos e há dois é boxeador profissional (além dele, só há outro no boxe em Cachoeiro). Profissionalmente, ele já tem seis vitórias, sendo cinco por nocaute.

 

Com a nova vitória, o boxeador espera chegar mais perto do seu objetivo final: conseguir viver de boxe nos Estados Unidos, onde o esporte é mais valorizado. "Em Cachoeiro é difícil, porque o boxe é pouco divulgado, e então ser profissional é ainda mais complicado. Viver nos Estados Unidos é o sonho de todo boxeador", afirma.

 

Reabilitação e fortalecimento

 

Além dos treinos diários de boxe, Leonardo Terremoto tem realizado treinamentos de Pilates pelo menos duas vezes por semana. O objetivo principal é se recuperar de uma lesão em cada joelho, decorrentes do treinamento físico sem fortalecimento.

 

Segundo sua professora de Pilates, a fisioterapeuta Flávia Leal, a atividade complementar também contribui para a melhora do desempenho esportivo.

 

"Com o Pilates, no caso do Leonardo, fortalecemos principalmente as pernas, mas desenvolvemos seu corpo como um todo", detalha Flávia Leal.

 

O atleta, por sua vez, percebeu melhoria logo no primeiro mês de Pilates. "Estou com muito mais explosão e resistência física", afirma Leonardo Terremoto, que vai continuar a treinar para participar de mais quatro competições nacionais este ano.

Comentários

VEJA TAMBÉM...