Nível de emprego cresce no ES e no país, mas cai em Cachoeiro - Jornal Fato
Emprego

Nível de emprego cresce no ES e no país, mas cai em Cachoeiro

Resultado de maio revela queda de 0,09% no município, ante crescimento de 0,7% no Estado e 1,015 no Brasil em maio


Com a indústria extrativista mineral e de transformação demitindo mais do que contratando, Cachoeiro de Itapemirim registrou pequena queda no nível de empregos em maio, com o fechamento de 37 postos de trabalho. Outros setores que contribuíram para o déficit foi a construção civil e a agropecuária.

Com isso, o total de vagas extintas neste ano chega a 219 e nos últimos 12 meses, a 1146. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados no final de junho pelo Ministério do Trabalho e relativos ao mercado formal.

O resultado mostra que Cachoeiro continua patinando, enquanto o nível de emprego no Estado e no país avança. O Espírito Santo terminou o mês de maio com saldo positivo na geração de empregos, com 5.001 novos postos de trabalho, uma variação de 0,7% em relação ao estoque do mês anterior.

Os setores que mais contribuíram para o resultado foram: Agropecuária (+ 5.404) novos postos) e Indústria da Transformação (+ 322 novos postos).

Pelo quinto mês consecutivo, o emprego formal ficou positivo no país. Maio fechou com 33.659 postos de trabalho a mais do que abril, que já havia apresentado números positivos. O resultado é decorrente de 1.277.576 admissões e de 1.243.917 desligamentos. Com esse resultado, 2018 já acumula 381.166 novos postos de trabalho, uma variação de +1.01%.

"Mesmo com problemas pontuais, como a greve dos caminhoneiros, que afetou a economia como um todo, novos postos de trabalho continuaram a ser gerados. Isso confirma a robustez de nossa economia e o esforço de todos - governo, empresários e trabalhadores - para vencermos o desemprego", avalia o ministro do Trabalho, Helton Yomura.

O quadro também é otimista se avaliados os últimos 12 meses. Entre junho de 2017 e maio de 2018, houve um crescimento de 284.875 postos de trabalho, um aumento de +0,75%.

Comentários

VEJA TAMBÉM...