ES tem saldo negativo de emprego em agosto - Jornal Fato
Emprego

ES tem saldo negativo de emprego em agosto

Em Cachoeiro, mais 84 vagas foram fechadas no mercado formal. O déficit, no ano, é de 384 postos de trabalho


Estado fechou o mês com redução de 388 postos formais em relação ao estoque de julho

A Agropecuária foi a vilã do mercado de trabalho do Espírito Santo no mês de agosto. O setor registrou o fechamento de 1.668 postos formais, influenciando no saldo geral do estado, que teve recuo de 388 vagas em relação ao estoque do mês de julho, uma variação de -0,05%.

Foram 28.426 admissões e 28.814 desligamentos em agosto. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado pelo Ministério do Trabalho na última sexta-feira (21).

Por outro lado, o Espírito Santo manteve números positivos no ano, com saldo de 12.736 novas vagas, e no acumulado de 12 meses, com 9.753 novos postos formais.

Em agosto, os destaques positivos foram a Construção Civil, que abriu 951 novas vagas, e o setor de Serviços, que registrou a criação de 659 novos postos formais.

 

Cachoeiro

Embora em ritmo mais lento, na comparação com o início deste ano, Cachoeiro continua a fechar postos de trabalho. Foram 84 em agosto, números negativos puxados pelos setores de comércio e serviços. No ano, o desemprego já ceifou 384 vagas no mercado formal.

Comentários

VEJA TAMBÉM...