Não faça Spam! Isso é ruim para você e seu cliente! - Jornal Fato
Colunistas

Não faça Spam! Isso é ruim para você e seu cliente!

Como as pessoas, realmente, não gostam de SPAM, é normal que esses e-mails sejam jogados para uma caixa específica.


 

Como impedir que um e-mail vire SPAM

Na Internet, as mensagens chegam constantemente às pessoas. No entanto, nem sempre essas mensagens são de interesse ou trazem alguma informação útil. De fato, muitas dessas mensagens são classificadas como "indesejadas": é o SPAM. Esses SPANS são muito mal vistos pelos internautas e as empresas que fazem isso precisam parar. Assim, não faça spam! Isso é ruim para você e seu cliente!

 O SPAM costuma ser ignorado

Como as pessoas, realmente, não gostam de SPAM, é normal que esses e-mails sejam jogados para uma caixa específica. Na verdade, o próprio e-mail fica responsável por não deixar que essas mensagens cheguem ao internauta. Por isso, o negócio é duplamente prejudicado: primeiro, porque o SPAM não traz boa imagem e, segundo, porque as pessoas não veem os anúncios de promoção e produtos, já que existe o filtro.

Por que um e-mail vira SPAM?

Existem algumas palavras, por exemplo, que os sistemas de e-mail identificam como sendo SPAM. Quando essa identificação acontece, o sistema entende que aquela mensagem não está tratando, efetivamente, de um assunto que interesse ao destinatário: pode ser, principalmente, propaganda. Há mais algumas maneiras de evitar que a classificação como SPAM venha e elas serão explicadas a seguir.

Entendimento sem necessidade de imagens

Todos já viram e-mails que, quando são abertos, ninguém entende enquanto a imagem não aparece. De fato, a informação principal desse e-mail está na imagem e mensagens assim são vistas com SPAM. Escrevendo o e-mail, o ideal é que o conteúdo sele seja compreendido pela pessoa já enquanto ela aguarda a imagem ser carregada. A imagem precisa ser só um complemento e não a única fonte das informações.

 Não adquirir listas de outras companhias

 Na área do Marketing digital existe a prática de comprar listas com e-mails para que sejam enviados promoções e notícias aos consumidores. No entanto, deve-se pensar o seguinte: o internauta deu o e-mail à empresa X, que o interessa. De repente, começa a receber e-mails da empresa Y, para quem não deu seu e-mail. Assim, a possibilidade de essas mensagens serem vistas como indesejadas e colocadas como SPAM é grande.

O que se conclui? O bom é que cada companhia produza a sua lista com e-mails. Dessa forma, quem der o e-mail está, realmente, interessado em receber notícias sobre produtos e sobre serviços. Além disso, é importante que as companhias tenham o entendimento de que mandar e-mails sem autorização, além de configurar SPAM, suja a imagem da companhia, porque é como uma violação ao consumidor: ele não quer e permanece vendo os e-mails.

Vários assuntos? Não

As companhias desejam sempre chamar a atenção de todos os consumidores e, preferencialmente, de forma interessante. No entanto, quando o que se manda são newsletter, é essencial que haja uma dosagem de assuntos. Quando muitos temas são colocados no assunto, o sistema de e-mail tende a colocar esse e-mail como um SPAM.

Quer dizer que os demais assuntos não podem ser tratados no mesmo e-mail? Sim, eles, podem, mas precisam ser colocados no assunto, dentro do e-mail. Assim, os internautas deverão ver o assunto, decidir se interessa e abrir para ler as demais notícias.

 Anexo: é melhor mantê-lo longe

Os e-mails com anexos são enviados para a coleta de SPAM. Uma das razões é que muitos vírus chegam aos internautas por meio desses anexos que, quando abertos, manifestam a ameaça. Por isso, quando uma companhia quer usar e-mail Marketing, ou seja, enviar e-mails aos consumidores, deve abolir anexos.

 Uma boa plataforma

Ao realizar e-mail Marketing, as companhias e os empreendedores costumam optar por plataformas que têm o objetivo de distribuir os e-mails aos consumidores. No entanto, plataformas com qualidade inferior ou que não sejam confiáveis podem fazer com que os e-mails sejam enviados como SPAM. Por isso, antes de iniciar o e-mail Marketing, é essencial que se avalie a plataforma escolhida e suas configurações.

 Oferecer opção de não recebimento

Mesmo que o e-mail seja bastante interessante, ou seja, que o assunto seja bom e que esteja bem organizado, pode ser que pessoas não queiram visualizá-los. Assim, as empresas, para não terem seus e-mails vistos como SPAM, precisam colocar opções para que os internautas não vejam mais aquela correspondência.

 As consequências positivas de não fazer SPAM

 Quando as companhias retiram os elementos que fazem com que seus e-mails sejam SPAM, elas têm correspondências aceitas em maior número pelos clientes. Isso é bom para a empresa porque os provedores não a veem como ameaça, ou seja, não barram os seus e-mails, resultando em mais visualização.

 

Se você ficou com alguma dúvida entre em contato comigo que eu posso ajudar.

Visite o meu site: http://cleitonmartins.com.br

Comentários

VEJA TAMBÉM...