Bienal

Lançamentos e debate na Sala Rubem Braga

Literatura, matemática, psicologia e psicanálise ocuparam o mesmo espaço de curadoria da Academia Cachoeirense de Letras (ACL)


 

A quinta-feira (02) na Sala Rubem Braga foi movimentada. No local destinado aos escritores capixabas, o terceiro dia da VI Bienal Rubem Braga foi diversificado. Literatura, matemática, psicologia e psicanálise ocuparam o mesmo espaço de curadoria da Academia Cachoeirense de Letras (ACL).

 

Pela manhã, às 10h00, iniciaram os lançamentos de obras inéditas. Márcio José Furtado trouxe a "Matemática Quebrando o Tabu" e Paulo Simões de Oliveira sua obra "Poesias Íntimas e Outras". A psicóloga Eliane Stédile falou, às 15h30, sobre "Conexão Cognitiva" para o público jovem. Às 19h30, membros da Associação Psicanalítica do Estado do Espírito Santo (Apees) discutiram a obra Crime e Castigo, do escritor russo Fiódor Dostoiévski.

 

 

Nesta sexta, três obras serão lançadas na Sala Rubem Braga confira:

9h00 - Ciranda de Histórias - na minha casa todo mundo conta (Maria Elvira Tavares Costa. Ilustração Diego Scarparo)

10h30 - A Galera do professor Kinsina (Gabriel Pontes)

18h30 - Projetos de Vida e Juventude (Andrea Santos)

  

Comentários

VEJA TAMBÉM...